TRAIÇÃO VIRTUAL

Ela sendo séria: O conceito de traição virtual é muito confuso, pra uns o simples fato de visitar um site pornográfico, como o xvideos, já é considerado uma forma de traição, mesmo que não tenha ocorrido o contato físico ou envolvimento emocional. O que na verdade eu acho muito difícil de não acontecer, como alguém poderia perder horas em frente ao computador mantendo uma conversa onde exista um mínimo de teor sexual e consegue afirmar que não ocorre o envolvimento emocional?!? Gente! O simples fato de existir o teor sexual na conversa  já é a prova incontestável do envolvimento! Até pra participar da maior suruba do mundo precisa existir um envolvimento, mesmo que passageiro e que dure somente naquele momento… mas existe!

Muitos por aí dizem que o mundo virtual não tem nada a ver com a realidade vivida por ele… seria algo como  “O que acontece em Vegas, fica em Vegas”!?!? ou “O que acontece na internet, fica na internet”?!?! Se expor, e principalmente expor o parceiro dessa maneira é inaceitável!

Mas é claro que existem exceções, casais que por exemplo… curtem visitar juntos sites adultos, criarem perfis em sites de relacionamento voltado ao público que procura por troca de casais, swings, exibicionismo, voyeur e etc. Se é algo de comum acordo e interesses, acredito que até pode ser benéfico para o casal e não poderia ser caracterizado como traição.

Ou seja, qualquer ato cometido no mundo virtual, com conotação sexual e sem o consentimento do parceiro… é traição e dói muito!

E eu, como sempre sendo sincero: Nossa minha filha, que bla bla bla foi esse? Você por acaso me pegou tendo alguma conversa picante na internet? Que texto mais sério foi esse? “É traição e dói muito”, alguém já te traiu no mundo virtual, se já, não fui eu, te garanto. Achou até vidiozim. TÁ DÓDÓI HEIM?!

Já que você tocou no assunto vou dar minha opinião, acho que se a mulher ou o homem, qualquer um dos dois, tá vacilando no relacionamento, tem mais eh que tomar um belo par de chifre com o parceiro virtual e na vida real também, porra, se liga, se na hora da conquista, do namoro, era uma paixão da porra, um calor fudido, agora tá essa merda, sem graça, e fazendo cú doce pra tudo, a culpa é sua. Se traição virtual é traição? Não quero saber se é ou não, agora tenho que me perguntar se estou merecendo ou não ser traido.

Mete a colher Blog

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *