SOU UM HOMEM INSEGURO E TENHO MUITO MEDO DE PERDER MINHA NAMORADA

Oi, vi seu site recentemente e gostei de várias histórias e conselhos seus. Tenho 18 anos e já tive relacionamentos duradouros e alguns rolos, atualmente estudo praticamente o dia todo no primeiro ano de faculdade. Faz pouco mais de 4 meses que conheci uma mulher e começamos a nos relacionar, nos identificamos bastante mas como todo casal temos nossas indiferenças. Sou o tipico cara pelo qual não escondo meus sentimentos e gosto de deixa-los bem explícitos na relação, sou carinhoso atencioso e dedicado, porém não perfeito. SOU MUITO INSEGURO! Tenho medo constante de perder aquilo que gosto pela falta que me faz, e creio que essa insegurança, não com minha parceira, mas comigo mesmo seja um defeito que da pra ser consertado. A menor atitude indiferente eu acho que tem algo de errado e vou logo procurando saber se aconteceu alguma coisa (isso é bem comum nas TPM’s dela,que é quando ela muda muito de temperamento). Nós nos gostamos,mas eu queria ter a certeza de que é amor pra poder perder esse meu medo bobo de ficar sem ela, tal medo possa fazer ela se afastar de mim, ela se sente pressionada quando falo isso. A questão principal é “quando eu sei que é amor”? Sou jovem acho que ainda não amei alguém de verdade (namorada).  

Fico grato pela atenção. 

Olá querido leitor,

Calma! Ninguém é 100% seguro e confiante todo o tempo, então pare de se cobrar tanto, você precisa apenas buscar equilíbrio, mas a insegurança sempre vai existir, você é humano!

Ao invés de buscar a certeza do amor da sua namorada, busque a certeza em você mesmo, se amando exatamente como você é e se apoiando ou também através do sexo gostoso. Você não pode dar a sua parceira uma responsabilidade que é sua, que é a de ser independente emocionalmente. Não é no amor dela que você tem que se apoiar, mas em você mesmo e em quem você é.

Pare de buscar certezas nos outros, busque-as dentro de você! É essa a única certeza real que você precisa ter.

Tudo que você descreveu não é amor, é posse! Você depende dela para ser feliz e isso é muito ruim, dependa de você unicamente. Não seja refém das pessoas, elas nunca vão corresponder totalmente as suas expectativas e se você não mudar vai viver sempre nesta insegurança.

Uma atitude indiferente da parte da sua namorada ou de qualquer pessoa, não quer dizer necessariamente, que essa pessoa esteja te rejeitando. O mundo não gira ao seu redor e o que você fantasia estar acontecendo por sua culpa pode ser ocasionado por uma infinidade de outros motivos, como, por exemplo, a TPM.

Algumas atitudes práticas para melhorar a insegurança:

  1. Mude o foco, busque prazer em atividades diferentes.
  2. Encontre algo que você é realmente bom em fazer e mergulhe nisto.
  3. Se possível, busque ajuda psicológica de um bom profissional.
  4. Tenha o seu espaço, as suas amizades e lazer, permita que a sua parceira também tenha.
  5. Faça 2 listas, uma com todas as suas qualidades e outra com todas as suas conquistas. Volte nesta lista cada vez que sentir que não é bom o suficiente.

 

Por fim, pelo amorrrr…você tem 18 anos e já está sofrendo assim? Pare com isso, caso contrário, você não vai chegar vivo aos 40 e se chegar estará doente, mal sucedido e sozinho.

Vá ser feliz e curtir a vida!

As informações postadas aqui são opiniões baseadas em experiências pessoais e conhecimentos empíricos das relações humanas, não há compromisso teórico ou ético com qualquer abordagem psicanalítica ou corrente terapêutica. Não fazemos análise ou praticamos qualquer método de tratamento através das sugestões e opiniões aqui postadas. É de responsabilidade de cada internauta procurar ajuda profissional de um Psicólogo ou Psicanalista para si e seus familiares e não cabe ao colaborador deste blog traçar perfis psicológicos ou dar quaisquer diagnósticos.

Obrigado por vir pro site Mete a colher.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *