Mete a Colher - Clique e veja essa Metida de Colher

    Sou garota de programa, me apaixonei por um cliente casado e descobri que estou com HIV.

    15.12.16 Postado por Ísis Toth | Categoria: E-mail do internauta
    imagem Shutterstock

    shutterstock_128932007

     

    Isis, gosto de você e dos seus conselhos, te acompanho desde seu inicio aqui no Mete a Colher sei que você vai me falar a verdade. Por isso estou aqui. Acho que tem muita gente que segue esse blog só para criticar, no fundo morrem de inveja  da sua competência e queriam estar no seu lugar, como não conseguem tentam destruir o que você faz. Não pare esse trabalho, tem muita gente como eu que precisa de você e que precisa ouvir a real e não uma meia dúzia de palavras de consolo que não vão levar a lugar nenhum.

    Desde 17 anos sou garota de programa. Entrei nesta vida por uma mistura de falta de oportunidades, problemas familiares e talvez falta de força de vontade minha de estudar mais e ter um trabalho convencional, o que eu não me vejo fazendo. Perdi minha mãe muito cedo, meu pai é alcoolatra e alguém precisava cuidar das minhas irmãs.

    Hoje tenho 28 anos, um apartamento legal e um carro razoável, ajudo a minha família e ainda penso em sair desta vida,  mas não vejo saída é meio que um caminho sem volta e toda vez que começo a planejar algo diferente, um negócio próprio ou alguma coisa do gênero dá tudo errado e acabo fazendo programas novamente.

    Em uma destas tentativas de sair da prostituição acabei me envolvendo com um cliente, estava sem grana e acabei voltando para o programa foi aí que topei sair com um homem que a primeira vista não me atraiu, mas ele passou a me contratar semanalmente, ficamos amigos, ele me contou todos os problemas que ele tem na vida conjugal e profissional. Começamos a ficar cada vez mais próximos, no fim já nos falamos todos os dias e nos vemos no mínimo 3 vezes por semana, mas as vezes ele tem eventos no trabalho e eu acabo acompanhando ele.

    Estava vivendo um sonho, nunca quis destruir o casamento de ninguém, muitas vezes até ajudei a esquentar algumas relações, o marido vinha e depois trazia a mulher, atendi muitos casais, muitos mesmo. Sempre fui muito profissional, aconselhei muito homens a não se separarem, fui step para muitos homens que se satisfaziam sexualmente comigo e conseguia manter o casamento, tenho clientes que atendo a anos.

    Sempre usei camisinha e vou ao médico a cada 6 meses, é provável que eu tenha contraído HIV de um namorado que não era meu cliente e não se prostituia, nos relacionamos por um tempo e o término foi muito ruim pois ele me traiu com outra. depois de um tempo soube que ele estava muito doente e tinha mudado de estado, mas não sabia que era HIV, só soube agora que fiquei desconfiada e procurei a irmã dele para saber melhor o que tava acontecendo. Essa é a única relação recente que tive sem camisinha, pois achava que estava ao lado de alguém de confiança, me enganei  profundamente.

    Quando soube que estava com HIV contei imediatamente para meu cliente/amante, não queria que ele ficasse enganado quanto a mim, sempre usamos camisinha, mas fazemos muito sexo oral e nosso contato é muito intenso. Ele ficou arrasado, chorou muito quando contei, ele dizia que não se importava se estava contaminado ou não, mas que estava enlouquecendo com a ideia de que eu poderia ficar muito doente e morrer. Fiquei surpresa com a reação dele. Essa semana ele fez o teste de HIV e deu negativo, ele terá que repetir o teste em 3 meses para ter certeza absoluta que não está contaminado.

    Estou com muita vontade de terminar essa relação, vender tudo e ir para o interior morar com minha vó. Abrir uma lojinha de uma coisa qualquer e terminar minha vida. Depois que descobri que estou com essa doença, fico insegura em ter relações sexuais com ele, sexo  oral, beijar. Não acho justo que ele fique doente por minha causa e acho que a ficha dele ainda não caiu.

    Isis estou te escrevendo justamente para isso, não sei o que fazer, não quero mais esse relacionamento isso é fato, também não posso mais trabalhar fazendo programas. Ainda amo esse homem e sei que ele me ama também, mas ele não pode ficar doente e deixar a família dele por mim como está querendo fazer, não quero que ele morra comigo, isso não é justo. O que eu faço?

     

    Você relata que a muito tempo quer fazer uma mudança na sua vida, infelizmente um incidente desagradável pode ser o que vai te forçar a fazer o que realmente quer e estava planejando. A interrogação que fica na minha cabeça é: Por que teve que ser assim? E quantos outros incidentes precisarão acontecer para você tomar a decisão de mudar?

    Por mais que essa relação pareça verdadeira, por que ele ainda não se separou da mulher? Você falou pouco a respeito, mas se você cogita mudar para outra cidade, será que você  gosta dele o suficiente para ficar neste relacionamento? E ele? Será que vai segurar essa barra?

    Tenha certeza que esse não é o fim da linha, muitas pessoas vivem com HIV e levam a vida a diante, não que seja fácil tomar um coquetel de remédios diariamente e lidar com os efeitos colaterais, mas essa não é uma sentença de morte. Você ainda pode fazer uma faculdade, ter outros relacionamentos, e seguir em frente. Ainda está jovem e tem um infinito de possibilidades. Encare a adversidade como uma oportunidade para mudar a sua vida e para se fortalecer. Aproveite essa oportunidade para entender melhor o porquê de todos esses acontecimentos e porque fez essas escolhas. A ajuda psicológica de um profissional também pode te ajudar decidir corretamente e escolher melhor daqui por diante.

    Imagino a sua dor e o turbilhão de conflitos internos que você deve estar vivendo agora, mas você é capaz e pode colocar as coisas no devido lugar, organizar a sua cabeça e fazer o que realmente é melhor para você. É muito importante que você entenda o que está sentindo e tenha isso muito claro para você, a partir daí tomará as suas decisões.

    Pense sobre as seguintes questões: Você ama esse parceiro o suficiente? Como você pretende se manter daqui pra frente? Está pronta para encarar essa relação depois de descobrir o HIV? Seu parceiro vai suportar a pressão? Você vai viver feliz se desistir desta história para recomeçar sua vida em outro lugar?

    Já que vocês tem diálogo aberto e um relacionamento sincero, fale para ele sobre os seus planos e observe como ele reage. Talvez toda essa situação tome outro rumo a partir do momento que ele souber o que você realmente quer  para sua vida.

    Boa sorte e volte para nos contar o desfecho.

    perfil isis 2

    Não fazemos análise ou praticamos qualquer método de tratamento através das sugestões e opiniões aqui expostas. É de responsabilidade de cada internauta procurar ajuda profissional  para si e seus familiares e não cabe ao colaborador deste blog traçar perfis psicológicos ou dar quaisquer diagnósticos através das opiniões aqui expostas.

    1. Dani
      15/12/16

      Na boa moça, vá ao médico tire todas as duvidas e siga seu coração, se vcs se cuidarem tudo dará certo… Beijo apenas não passa HIV, mas o oral tem chance… mas se ele ficou tão abalado acho q seria bom vc pensar nisso.

      • Mari
        19/12/16

        A saliva não transmite o hiv, mas o sangue sim.
        Tiro por base meu organismo…tenho baixa imunidade e vira e mexe tenho afta. Se vc beija um soropositivo que tem sangramento na boca e vc tbm está com qualquer machucado, terá contato com o sangue…e aí?
        Tive uma palestra com gente da área da saúde e que trabalham com o tratamento de portadores de hiv e falaram o que disse acima. Sem contar nos N efeitos colaterais que os remédios causam e a gigante incidência de gente que desiste de se medicar.
        Banalizamos o HIV e achamos que tá tudo certo, mas vai conversar com alguém que convive ou com médicos/enfermeiros e técnicos para ver que o buraco é bemmmmm mais embaixo.

        • Daniela
          20/12/16

          Querida Mari, claro que sei que tem riscos, mas quem deve decidir se irá correr ou não esses riscos são eles, como falei procure um médico e tire todas as duvidas possíveis… Como vc falou acima, quer dizer que quem é soro positivo não pode ter uma relacionamento??? Tem que ser excluído pela sociedade? Acorda né… Hoje quem é soro positivo e quer se cuidar leva uma vida muito normal. Minha tia é soro positivo, se cuida, é casada, e além disso o parceiro não é soro positivo e são felizes.

    2. Mary Pimenta
      15/12/16

      Tenho pena da esposa desse homem, que alem de esta sendo traida ainda corre o risco de contrair HIV, Tenho pena de vc por ser tao ingenua em acreditar que ele de fato vai ficar contigo, vai cuidar de vc pelo resto de sua vida, ele esta apenas te comendo de gratis enqto pode!!

      • Mari
        19/12/16

        Idem, fiquei com dó da esposa desse canalha! Já já nem comer de graça ele vai querer…já já o sangue esfria e vai cair a fichinha dele e prevejo o canalhão correndo de volta pra família sem nem olhar pra trás.

    3. Sincera
      15/12/16

      Pois é. ninguém pensou na mulher do cara que está sendo sacaneada? que pena.
      Moça do relato, é muito raro um cara se separar da esposa, se te ama porque não se separou? Não se separou porque ama mais o comodismo da familia dele do que você.Essa é a verdade, e porque agora ele se separaria, sabendo que você está com HIV? Ele pode até te ajuda pela amizade etc, mas ficar com você sem ele ser portador? dúvido muito.
      Eu sinto muito pela sua história, você não teve direcionamento nenhum de pai e mãe e uma referência de família. Não da para imaginar o tamanho do seu sofrimento.
      Mas te digo, desapegue desse homem, e va se cuidar. procure grupos de pessoas que enfrentam a doença para se motivar. Acho legal a ideia de juntar um dinheiro para abrir um negócio. Mas não precisa começar de cima. Pode começar vendendo pedaços de bolo na rua, bebidas , chocolates e etc, comida sempre vende, quem sabe você não pega gosto? Se envolva em algo e não desista.
      Esses caras que procuram prostitutas são podres, sem honra, traem as mulheres, é esse tipo de cara que quer para você? a relação está ruim mas o cara não larga o osso não é mesmo? Você ainda tem futuro, mas terá que passar por uma mudança radical. Boa sorte.

    4. Eu
      15/12/16

      Se vc tem o mínimo de vergonha na cara vai se afastar desse car, pois por causa dele e das escolhas nojentas dele, a esposa está correndo um sério risco! Se vc estragou a sua vida, poupe pelo menos a da esposa desse cara, coitada, que é vítima de vcs dois!

    5. 16/12/16

      Olha, acho que os comentários não estão ajudando, porque as pessoas não leram seu relato com atenção. Você é jovem, ainda tem um futuro pela frente, vá morar com a sua avó e recomece, seja sempre sincera com os seus futuros parceiros e, acima de tudo, seja feliz.
      Uma sugestão, aconselhe esse cara, com o qual está se relacionando, a contar a mulher que teve um relacionamento extraconjugal e que descobriu que pode estar com HIV, ele tem que ser sincero com ela, porque isso é bem sério.
      boa sorte!

    6. Lala
      17/12/16

      Primeiramente quero te parabenizar por ser consciente dos riscos em contaminar outras pessoas, infelizmente a maioria que tem Aids ñ se importam em transmitir a doença e por maldade até fazem.de tudo p contaminar outra pessoa. Concordo com esse (a) Rá, a mulher dele deve fazer o exame pois está correndo riscos tbm. Quanto ao seu relacionamento: fique atenta aos sinais de que ele realmente quer alguma coisa séria com vc. E outra… se vc chegou a sentir q precisa de mudar de vida é pq chegou a hora! Nao tenha medo, quando as coisas começam.a dar errado é pq deve ser a hora de começar a mudar o trajeto. Obs: tenho uma pessoa na família q tem aids há mt tempo e leva uma vida normal, é só se cuidar! Espero q vc se encontre e possa superar tudo em sua vida.

    7. Eu
      18/12/16

      Olha sua situação e complicada se afasta deste cara e procura um medico e te parabenizo por ser uma pessoa muito consciente dos riscos de contaminar outra pessoa, seja sempre consciente tem pessoas que so querem sexo mais nem se quer passam pela cabeça que podem pegar alguma coisa, e bom que existe pessoas que tem a cabeça no lugar em certos pontos.

    8. Mari
      19/12/16

      Sinto muito pelo rumo que a sua vida tomou, mas foi um risco que vc assumiu e agora terá que arcar com as consequências das escolhas que fez.
      Se eu estivesse no seu lugar, procuraria me informar sobre o HIV em todos os aspectos, mudaria de vida e tentaria ser feliz recomeçando em qualquer lugar, seja vendendo o que vc tem abrindo um negócio ou procurando um emprego como milhares de brasileiras fazem.
      Falando a real pra vc e sem rodeios…vc já sabe que vai sofrer muito com o preconceito e com as reações que os remédios causam, pra quê agregar a isso o sofrimento de levar a diante um relacionamento sem futuro?
      Tenha certeza que seu cliente/amante não tem caráter algum, além de ser um grandíssimo egoísta traidor. Então o que lhe garante que já já não vai cair a ficha dele e ele não vai cair fora, deixando vc mais arrasada e vulnerável do que está hoje?
      Parta pra outra, aproveite essa chance de recomeço e procure uma vida sem atalhos.
      Boa sorte pq vc vai precisar.

    9. DSDSA
      22/12/16

      DEIXA DE SER PUTA

    10. Wpsd
      01/01/17

      Moça o Hospital das clinicas possue diversos grupos para tratamento de problemas relacionados a sexo são gratuitos e muito bom
      Procure informações e você será muito bem atendida.

    11. stefany
      03/01/17

      Gente se vcs prestarem atenção ela contraiu com namorado, hiv não existe so com garota de progama, a menina ja deve ta uma pilha de nervo e voces sendo escrotos, quem prescisa de tratamento são vocês, e moça tenha fé, procstephannuure o que você acha melhor e seja firme, deus ta contigo.

    *Nome
    *Email
    Site/Blog/Url
    Mensagem
    * Campos obrigatórios

    Receba os vídeos do maior canal de relacionamentos do Brasil em seu e-mail.

    Cadastre seu e-mail para receber os vídeos do Mete a Colher e aprenda mais sobre sexo e relacionamento.

    Respeitamos sua privacidade
    Receba os vídeos do maior canal de relacionamentos do Brasil em seu e-mail.

    Cadastre seu e-mail para receber os vídeos do Mete a Colher e aprenda mais sobre sexo e relacionamento.

    Respeitamos sua privacidade