nossas diferenças religiosas fizeram com que minha namorada terminasse comigo e agora não sei o que fazer!!

Olá casal, possuo uma história complicada. Comecei a namorar no ensino médio, no primeiro ano para ser mais exato. Hoje, com 19 anos e na faculdade, continuo a namorar a mesma menina, agora mulher. Devido a ela ser bem conservadora e religiosa, assuntos como sexo eram sempre acompanhados de brigas. Acabamos que não fizemos até hoje, ambos virgens. Este era apenas um dos problemas, haviam outros como não fazer um sacrifício pelo outro, por exemplo: ir em um lugar que ela quer, mas eu odeio. Enfim, os anos se passaram e então ela me disse que não aguentava mais, disse que eu a pressionei demais, que ela se afastou da religião dela e que ela quer se reencontrar, além de voltar a ficar mais próxima da religião. Creio que não a afastei ela da religião, apenas no quesito sexo que eu implicava, talvez por ser jovem demais e não entender nada da vida, mas tinha parado. Hoje ela fala que não tem mais espaço para mim na vida dela e dá a entender que eu deveria deixar de ser quem sou para me tornar igual a ela. Sendo que para mim sempre haveria espaço em minha vida para ela, independente de religião. Detalhe que sou ateu, caso faça diferença. Eu realmente amo ela, não sei o que fazer.

Colega, já recebemos muitos emails e áudios sobre esse tipo de problema… saiba que é super comum esses questionamentos. Na minha humilde opinião, toda vez que penso em como deveriam ser os relacionamentos, as primeiras palavras que vem a minha cabeça são “compreensão” e “ceder”. A primeira é meio óbvio, mas as vezes temos o costume de querer transformar o parceiro, fazer com que ele mude coisas que fazem parte daquilo que é sua essência… como as crenças! Se ela tem essa crença e o desejo de seguir de acordo, não lhe resta outra alternativa que seja RESPEITAR. Seria muito egoísmo de sua parte querer que ela vá contra tudo aquilo que acredita, sendo assim, CEDER se torna algo importantíssimo no relacionamento. Mas daí você me pergunta; “Poxa Neguinha, mas e as minhas vontades? Não contam? Não seria egoísmo da parte dela também?” E eu te respondo… Sim colega, suas vontades também são importantes… e é por isso que antes de namorar alguém, nós devemos dar um tempo para conhecermos melhor a pessoa, descobrirmos suas limitações, os gostos, e principalmente os planos para o futuro! E não, não é egoísmo da parte dela, pois isso é uma crença, faz parte do que ela é… diferente de uma vontade de comer algo ou escolher tal cor, entende? Vocês deveriam ter sido amigos antes, conversado mais… para hoje não ter que passar por isso! A atitude de sua namorada foi sincera e justa com ambos… ela poderia ficar te enrolando um tempão, mas não, avaliou com calma a situação e percebeu que infelizmente os planos dos dois não eram compatíveis e manter o namoro iria trazer mais tormento e frustração que alegria. Infelizmente as coisas geralmente não acontecem como gostaríamos, mas sempre podemos tirar boas lições para a vida. Fique com esses pensamentos e aplique… nada melhor que um dia após o outro para curar um coração ferido! Procure se relacionar com mulheres que possuem os mesmos interesses que o seu, ok?