Estávamos felizes da vida morando juntos… até que nos casamos!

Oi Casal, Comecei a sair com um rapaz em outubro de 2011 e 3 meses depois estávamos morando juntos em meu apartamento. Ficamos nessa situação por 2 anos seguidos e estava tudo bem, claro que de vez em quando, rolava umas briguinhas, mas nada de grave. No terceiro ano decidimos comprar uma casa em comum e nos casarmos no civil, mas foi aí que tudo começou a desmoronar. Nos casamos em maio do ano passado e a cada mês surgia uma discussão… ficamos casados por apenas 7 meses, pois as brigas se tornaram rotineiras e chegamos ao ponto de agressão física. Por isso, optei em pedir o divórcio, pois não estava mais suportando a situação. Agora faz 1 mês que estamos divorciados no papel e vivendo em casas separadas. Nesta última semana ele me propôs que fizéssemos uma sessão de terapia em casal, não com o intuito de voltar, mas para entender o que aconteceu conosco. Topei, pois sei que nos amamos, e sentimos muita falta um do outro. Temos pensamentos diferentes e discordamos em muitas coisas. Mas há uns dias depois da sessão de terapia, temos nos encontrados e ficados juntos. Sinto que isso não é certo, pois não consigo me desprender dele e não consigo deixar ele ir…e me bate vários sentimentos de culpa de não ter conseguido fazer com que meu casamento desse certo e que a culpa foi minha. O que acham que devo fazer? Seguir meu coração e continuar encontrando com ele e tentar mais uma vez ou ser mais racional e cortar todo o vinculo para que ambos sigam suas vidas? Obrigada e gosto muito do canal de vocês! Beijos

É realmente muito difícil aceitar o fim de um relacionamento que funcionou perfeitamente até o dia em que se casaram… pela lógica, as coisas só tinham que melhorar após a oficialização do relacionamento. Mas como o ditado diz, “em time que está ganhando, não se mexe!” , acho que isso se aplica também na vida de um casal! Vai dizer que nunca escutou uma estória de algum casal que já levavam uma vida de casados e que a partir do momento em que resolveram oficializar a união, tudo desandou?! Pois bem, eu escuto muitos casos parecidos… e não me lembro de um sequer que teve um retorno legal, só tragédia amorosa! Sendo assim, sugiro que faça a terapia apenas com o intuito de se acertarem e descobrirem onde ocorreu o erro pra que não permitam que ocorra novamente em seus novos relacionamentos. Você já teve uma prévia do que te espera ao reatar o casamento… errar uma vez é humano, insistir no erro é burrice!