Mete a Colher - Clique e veja essa Metida de Colher

    Descobri que o amor da minha vida é bissexual (ou gay) e estou muito mal.

    23.11.16 Postado por Ísis Toth | Categoria: E-mail do internauta
    imagem Shutterstock

    shutterstock_513690466

    Olá Isis, tudo bem? 

    Encontrei o site na internet, achei muito coerente suas respostas e preciso muito da sua ajuda! Ficaria feliz se você pudesse publicar a minha história mas sem revelar meu nome e email. 
    A história é a seguinte, vivo praticamente um conto de fadas (que pode ter um final muito infeliz).
    Meu namorado é músico e quando éramos crianças ele morava na rua da minha vó e já era “famosinho”. Era o gatinho da cidade, o músico que todas as meninas queriam. Eu criei por ele uma paixão platônica e ele ainda não me conhecia e nem sabe dessa história. Tive outros relacionamentos, fui muito apaixonada por outra pessoa mas nunca o esqueci. Quando tive a oportunidade e já eramos adultos, entrei em contato com ele através das redes sociais. Nossa afinidade foi imediata. Sabe aquela pessoa que é exatamente como você imaginou? Combinamos em tudo, ele é o homem mais amável que eu já tive. Nos damos sempre muito bem, ele sempre foi muito receptivo comigo, me tratou muito melhor do que a maioria dos homens que eu tive e eu acreditei na nossa paixão e no nosso amor recíproco. Acabei mudando de estado para ficar com ele, fiz uma grande mudança em minha vida. Ele me correspondeu. Assumiu nosso namoro, estamos juntos a 2 anos e meio e ele demonstra gostar de mim, é muito carinhoso e amável, inclusive na frente das outras pessoas. Todos percebem nosso carinho e afinidade só que desde nossa primeira relação sexual percebi que tinha algo estranho. Ele teve muita dificuldade em ter ereção e quando teve gozou muito rapidamente. Na época eu achei que isso era pelo fato de ele ser usuário de cocaína, o que não acontece sempre, mas as vezes. No entanto, a medida que fomos nos conhecendo ele começou a “dar pinta” de que poderia ser bissexual mas ele não é assumido. Comecei a perceber uma tara muito grande por sexo anal e até ai tudo bem, não tenho preconceitos em relação a isso. Só que comecei a perceber uma tara dele também por pênis, todos os objetos que ele enxerga ele fala que parece um pênis, coisa que muitas vezes nem passa pela minha cabeça, enfim, comecei a perceber que ele sente atração por outros homens. Uma noite ele bebeu demais e me confessou que sentia atração por um chefe dele do trabalho, tentei “pescar” para ver se ele entrava em mais detalhes e ele falou “tem coisas que a pessoa fala quando está bêbada que são difíceis de explicar.” Ele sempre fala quando acha algum outro homem bonito ao contrário de outros homens héteros que conheço que nem se quer conseguem reconhecer a beleza masculina. Também já percebi que ele é mais feminino do que todos os outros namorados que eu tive, ele repara muito mais nas minhas roupas, ele já falou “brincando” que queria usar uma das minhas calcinhas e sempre me pede carícias nas nadegas, adora que eu mexa no cabelo dele, que eu faça “rabinhos” me pede para fazer, mas só em casa. Como disse, não tenho muitos preconceitos, eu trabalho com artes e não penso em reprimí-lo e acredito que todo o ser humano esconda segredos, coisas as vezes que nem a própria pessoa consegue entender.
    Acontece que de um ano pra cá nossa vida sexual mudou bastante. Ele começou a broxar muito, constantemente. Inclusive num ato de sexo oral (que eu adoro fazer) ele estava com o pênis completamente mole, estava broxa mesmo, não conseguiu se excitar nem mesmo ao ser chupado por mim. Apesar disso ele adora me chupar, não tem nojo, o que me faz descartar a possibilidade de ele ser gay. Sou uma mulher fogosa, adoro sexo, já tive homens na cama que ficaram loucos por mim, tenho os seios fartos, cintura fina, mas acredito que na cama o que importe mais do que atributos físicos seja a vontade e isso eu tenho de sobra! No entanto além dele já ter broxado  muitas vezes comigo ele tem ejaculação precoce, geralmente goza em menos de 5 minutos e nossa relação nunca dura mais que 10min. Além disso nosso sexo é sempre do mesmo jeito, comecei a ter dúvidas sobre o quanto ele gosta do ato em si porque sei que o sexo não é só penetração. Essa situação jogou minha autoestima na lata do lixo. Comecei a me contentar em não gozar, só gozo sozinha quando me masturbo e de uns tempos pra cá comecei a fantasiar com outros homens. Eu o amo. Ele é um homem maravilhoso, me trata muito bem e fala que me ama mais do que tudo, que quer casar e ter filhos. Eu nunca coloquei ele contra a parede em relação as broxadas e a ejaculação precoce mas chegou num ponto que tive que falar pra ele procurar um urologista e ele foi só que eu percebi que ele não botou muita fé no tratamento, nem tomou direito o remédio que o médico receitou, o que me levou a crer que ele sabe que o problema dele não é fisiológico. 
    O que aconteceu esse final de semana foi a gota d’água pra mim. Ele bebeu muito e cheirou cocaína. Começou a falar de um cara que é produtor da banda dele, um cara muito bonito realmente, mas ele começou a falar de mais e “soltou a franga”. Falou em alto e bom som que queria dar a bunda pro cara, que queria dar o cú, que o cara era muito lindo mesmo. Pra mim não foi surpresa, eu o amo e o conheço e sempre desconfiei de sua bissexualidade o problema foi que teve um momento em que ele falou “será que eu sou gay?” “eu sou gay”. Não estávamos sozinhos em casa, um amigo dele estáva conosco, o menino ficou chocado, falou “cara eu não to te entendendo, eu não conhecia esse teu lado”. Senti que o menino ficou muito desconfortável na hora e que ficou com pena de mim. Ele perguntou pro menino se não tinha achado o cara bonito e ele respondeu que não, que preferia a beleza feminina e ainda falou pro meu namorado “cara você ta falando que você queria dar o cu”. Na hora eu fiquei com pena do meu namorado pq imaginei que ele ia sentir muita vergonha no dia seguinte e tentei amenizar a situação dizendo que também acho outras mulheres bonitas (o que é completamente diferente de querer fazer sexo com elas). 
    Depois que aconteceu essa revelação aqui em casa eu não tive coragem de tocar no assunto com ele, tenho pena porque acredito que não devemos julgar as pessoas, se ele é bissexual isso deve ser um conflito pra ele porque eu acho que nem ele sabe, no entanto acredito que até a família dele desconfie porque ele ficou muito tempo solteiro e uma vez na casa dele ao ver fotos da infância um primo dele comentou comigo que quando ele era criança ele era “meio estranho”. Ele já comentou comigo que adorava ler as revistas capricho da prima dele mas sempre escondido.  
    Eu o amo e o respeito como ser humano mas estou me sentindo muito humilhada com a situação. Sinto uma dor imensa. Eu não sei o que fazer. Já li muitos relatos de pessoas que se relacionam com bissexuais e o parceiro corresponde na cama, mas no meu caso isso não está acontecendo. Ele quer noivar ano que vem e eu tinha planos… mas já tirei da minha cabeça a idéia de casar com ele. Não tenho coragem de terminar o namoro porque sei que sofreria muito como já estou sofrendo mas ao mesmo tempo, sei que não devo me enganar pois posso pagar um preço muito caro futuramente. 
    Não tenho como ter certeza do quanto ele realmente me ama ou está comigo por “fachada”. Não tenho como ter certeza se ele não vai procurar se satisfazer sexualmente com pessoas do mesmo sexo e essa sensação de que não vou poder satisfazê-lo e ele a mim me faz ter a certeza de que devo terminar mas ao mesmo tempo eu o amo muito e o respeito como ser humano. Até que ponto Isis, eu deixei de me amar e perdi o respeito por mim? O que eu faço? Preciso de uma ajuda não tenho coragem de me abrir sobre isso com absolutamente ninguém. 
    Desde já te agradeço muito! 

    Olhando para o agora: O preço para estar nesta relação já não está alto demais?

    Não cabe a mim fazer o diagnostico da orientação sexual do seu namorado, mas acho que essa nem é a maior questão aqui.

    Todas as respostas que está buscando já estão no seu texto, você está com a autoestima destruída, sexualmente insatisfeita e se sentindo humilhada, repete inúmeras vezes que ama seu namorado e que vai sofrer se terminar tudo, mas não se deu conta que, mesmo sem terminar,  já está sofrendo muito com tudo isso? Por que você quer se agredir assim?

    Você está colocando a questão do seu namorado em primeiro lugar, mas onde fica a sua feminilidade, sua satisfação sexual e a sua vida afetiva? É isso que você tem que colocar em primeiro lugar, independentemente de qualquer coisa, pois você não pode mudar as escolhas do seu namorado, mas pode fazer as suas escolhas de forma inteligente e racional.

    Olhando para o  futuro: Quanto ao abuso de bebida alcoólica e drogas. Por que você cogita em se casar com uma pessoa que além de não definir/assumir a própria orientação sexual ainda usa drogas? Que tipo de estrutura familiar você espera ter e como você pretende criar os seus filhos?

    Esse último episódio em que ele, sob influencia de bebida e drogas, como você mesma disse, soltou a franga na frente de outras pessoas. O que você pensa de tudo isto? Esse já não é um prenúncio do que vai se repetir no seu ambiente familiar, caso resolva se unir a ele? É isso que você quer viver e quer que seus filhos presenciem?

    Além de tudo, esse episódio que você relata, também é um sinal de que as coisas estão se agravando e que a realidade do seu namorado já está gritando nos seus ouvidos, você consegue ouvir? Você consegue se ouvir? O que a sua própria realidade está gritando?

    Olhando para você: Por que  está pensando em se contentar com tão pouco? Onde esse amor que você diz sentir por ele vai te levar? Onde esse amor vai levar o seu namorado? O que mais ele vai ter que fazer para que você aceite o que está acontecendo e tome uma decisão? Lendo seu relato, percebo que ainda tem um lado seu que não quer aceitar a realidade.

    OLHE PARA VOCÊ! Já parou para pensar que é capaz e merecedora de um relacionamento feliz com tudo que você espera e precisa de um parceiro? Por que está se contentando com tão pouco? O que está te levando a caminhar para a direção contrária ao que você busca?

    Você se ama? Quando você vai na direção contrária daquilo que quer e espera de um relacionamento, abrindo mão de você, você está se amando ou se odiando?

    Ao invés de gastar energia tentando entender qual é a do seu namorado, volte-se para você mesma e gaste tempo refletindo sobre o porquê está escolhendo viver tudo isso. Pense onde suas escolhas vão te levar, busque ajuda profissional!

    perfil isis 2

    Não temos compromisso teórico com qualquer abordagem psicanalítica ou corrente terapêutica. Não fazemos análise ou praticamos qualquer método de tratamento através das sugestões e opiniões aqui postadas. É de responsabilidade de cada internauta procurar ajuda profissional  para si e seus familiares e não cabe ao colaborador deste blog traçar perfis psicológicos ou dar quaisquer diagnósticos através das opiniões aqui expostas.

    1. Nome
      23/11/16

      Reclama da orientação sexual do cara, mas acha normal o fato dele ser usuário de cocaína… Quer dizer que se ele “não desse pinta”, poderia se drogar à vontade?

      Ser homo ou bissexual não é motivo para você sentir pena do seu namorado. O que realmente é preocupante é o consumo de drogas + álcool – algo que você não demonstrou se preocupar inicialmente.

      É óbvio que esse sujeito precisa de ajuda. E não por ser bi ou por ser gay, mas por estar recorrendo às drogas para lidar com seus conflitos internos.

      Se você o ama – independente da relação que venham a ter no futuro – recomende que ele procure ajuda para se livrar dos vícios, para se resolver consigo mesmo, se descobrir, se aceitar.

      Sobre você, procure um homem que atenda suas exigências afetivas e sexuais, e deixe esse rapaz livre para se resolver.

      • Jonas
        26/11/16

        Nada a ver cara. Ela não tá com pena por ele ser quem é. E sim por ele ter vergonha, esconder e não se aceitar!

    2. lua
      23/11/16

      Me identifiquei muito com seu relato, tudo que escreveu, da forma e exemplos que deu. Eu já passei por isso que você está passando e sei exatamente o quanto dói :( Como vc eu tbm fui descobrindo aos poucos, nos detalhes, mas quando tive a prova real não quis acreditar, fiquei muito mal, como aquilo poderia estar acontecendo comigo?! Eu o amava demais tbm pra terminar, relutei mas não me conformava com aquilo tudo que havia descoberto. Foi aí que questionei ele e ele me disse que sentiu atração por travestis bem femininas mas me garantiu que não sentia mais. É claro que não acreditei mas fingi acreditar porque não queria terminar, mas tbm não queria mais aquilo pra mim. Continuei com ele até o momento que coloquei as idéias e a cabeça no lugar e consegui terminar, alegando o motivo dele usar maconha, o que pra mim tbm algo inadmissível. Te desejo muita força e coragem pra tomar a decisão certa.

    3. RAFAEL
      23/11/16

      O cara é drogado, te deixa na mão, só por isso é motivo suficiente para terminar

    4. Any
      23/11/16

      Moça. Se ame primeiro. Não queira migalhas. As drogas já é motivo suficiente para sair dessa cilada. Se liga, ninguém muda ninguém. Deixa o cara ir fazer o que quiser da vida. Saia dessa. Se ame, se olhe no espelho e enxergue uma MULHER que precisa de um HOMEM que curte mulher de verdade. A opção dele, é livre e ele vá atrás. O mundo não é conto de fadas. Devemos tomar decisões sábias e que não tragam dores no futuro. Engole o choro e bola para frente.

    5. Henrique
      23/11/16

      Moça que história heim? Vamos por partes, desculpe, ou ele tem alguma disfunção ou ele não é bissexual. Brochadas podem até ocorrer, mas sei lá, não da forma como você disse se bem que ele usa cocaína.
      Mas cabe você ter uma conversa bem séria com ele sobre tudo, inclusive sobre parar com o uso de drogas, que aliás este pode ser sim o problema, um amigo meu adicto me disse que quando ele estava cheirado, ele jamais conseguia fazer sexo, não dava ereção, então se ocorrer novamente coloque o contra a parede para saber se ele fez uso da substância.
      Aliás, se você ama ele como diz e ele diz que te ama, exija,apoio, procure grupos de NA, para que ele pare com o uso de cocaína, pois isso é muito sério, caso ele não queira ajuda, caia fora desta relação, que só tende a te trazer sofrimento.

      Eu sou bissexual e namoro uma mulher, e desculpe tenho tanto tesão por ela e pelo corpo feminino quanto tenho por um pênis e homem, claro que ela sabe e fazemos inversão e tudo, mas nada que nos atrapalhe… mas por experiência e conhecimento, o problema dele é ser adicto e a falta de respeito com você. Se ame mais e exija que ele aceite ajuda para se tratar.

      • Eu
        23/11/16

        Eu não expliquei direito a questão da cocaína e as pessoas acabaram focando apenas nisso e esquecendo o que eu realmente perguntei. Ele usa cocaína esporadicamente, já aconteceu de ficar muitos meses sem cheirar. Eu sei do que se trata a cocaína mas gostaria de frisar, minha pergunta não foi relacionada a isso! Você quis dizer que acha que ele não é bi e sim que ele é gay?

        • Fan
          24/11/16

          Moça, vindo de uma mulher bissexual, sim ele pode ser gay. Até acontece que alguns bissexuais tenham preferencia por sexo com apenas um gênero, mas normalmente nós sentimos tesão pelos dois, se ele não consegue fazer sexo com você de forma saudável pode ser por dois motivos. 1: ele é gay mesmo. 2: ele não está tão a fim de você!

        • Henrique
          25/11/16

          Sim moça, se a cocaína não for o problema, pra mim ele é gay sim, infelizmente muitas pessoas utilizam da palavra bissexualidade pra se esconder o que acaba atrapalhando todos nós que realmente somos, não o culpo, mas tenta conversar com ele numa boa, é doloroso eu sei, já tive uma namorada que se dizia bi e na verdade era lésbica, mas melhor você ajudá-lo agora e esclarecer isso para que lá na frente você não sofra mais ainda e pior, continua destruindo sua autoestima.

    6. Tatiane
      23/11/16

      Esperimenta conhecer um homem de verdade que ai vc verá o tempo perdido que está tendo com este rapaz. Ele precisa de ajuda médica urgente e para isso ele tem tbm que querer ajuda para tratar o vício ta na cara que é isso que causa a disfunção nele. Pelo que vc contou ele gosta de enrabar e de ser muito mais muito bem enrabado. Se fosse comigo nos primeiros sinais de frangotice dele eu já teria pulado fora mas como não foi. Cabe a vc colocar suas idéias no lugar e da um fim nisso. A não ser que você queira dar fio terra nele e chamar um travesti pra fazer um menage.

    7. Ti
      24/11/16

      Alem de ser viado, é brocha e usa droga. Ah gata. Vai procurar um homem que te realize. Se é loco. Se não consegue fazer sexo com você desde o começo que tu ta fazendo com ele? Deve ser muito carente então.

    8. Daniela
      24/11/16

      É engraçado como vc fala tanto que o ama, será que isso não é pra vc se convencer disto? Será que ama mesmo ou tem pena? Ou está com medo de terminar e voltar para sua cidade? Se ele é ou não gay, bi seja oq for, não é apenas problema dele, é seu também, você deve ajudar ele com isso. E vc não ajuda não tocando no assunto. Fala, pergunta, mande fazer analise.

      * O assunto drogas não vou nem falar nada né moça. Pelo amor de Deus, aceitar que ele use as vezes ??? e ainda que um cara desse como pai dos seus filhos???

    9. Kat
      24/11/16

      Moça tente observar, lembrar se ele faz coisas que demonstrem atração por mulheres tb, tipo: Ele olha pras mulheres bonitas nas ruas, tem fotos de mulheres peladas no celular? Quando ele repara em vc ele comenta que vc está gostosa com aquela roupa ou ele comenta que a roupa ficou linda e combinou com o sapato?

      (Eu trabalho em uma área que possui muito mais mulheres que homens e praticamente todos eles (até os noivos, casados etc) tem algum grupo de whassapp de putaria)

      Vc não falou nada que demonstre que ele sente atração de verdade por mulheres… (não ter nojo de fazer oral em vc não é o mesmo que sentir tesão)

      Ele não é assumido, então ele tem problemas com isso, provavelmente ele não se aceita. Ele deve gostar da ideia de formar uma família, ter filhos como todo mundo, sem problemas, sem preconceito etc e pra isso ele precisa de uma mulher. Não acho que ele esteja só te usando, ele deve gostar de vc de verdade, tipo vcs combinam, se dão bem, se respeitam etc, só que ele está se enganando e ao mesmo tempo enganando vc mesmo que não de propósito.

      Acho que todos seriam mais felizes se ele namorasse um homem e vc fosse só amiga dele, pq vc é praticamente isso, a melhor amiga (que serve de fachada pra sociedade).

      Já que vc não está feliz assim e a situação está só piorando chama ele pra uma conversa séria e coloca ele contra a parede(quando ele estiver sóbrio). Fala sobre a sua insatisfação, sobre as broxadas dele, sobre ele falar que quer dar o cu quando está drogado. Não tenha medo, não fique poupando ele da realidade que ele tem que enfrentar pro próprio bem.

      • Jonas
        26/11/16

        Kat, tô pra ver um comentário seu que não faça sentido. Você é demais garota. Uma sensibilidade incrível pra perceber as coisas. Parabéns.

    10. Daniela
      24/11/16

      E amiga outra coisa, ao meu ver ele não é bi e sim gay.

    11. ana
      24/11/16

      o que você quer na verdade é amar aquele cara famosinho da cidade que todo mundo gostava. e é nisso que você se prende. e o fato de ele ter te tratado melhor do que todos os outros homens faz com que você se segure nele ainda.
      moça, existem sete BILHÕES de pessoas no planeta, posso te garantir que SIM, algum outro homem vai te tratar do jeito como você merece.
      você NÃO precisa viver de expectativas para levar isso adiante.
      esse namoro não está funcionando, alguém aí em cima disse que você fala toda hora que o ama para tentar convencer a si mesma disso, e pelo tanto de vezes em que diz sentir pena do cara, também acredito que está neste namoro por pena também.

      vai doer pra sair dessa. mas já não está doendo ESTAR nessa?

    12. Eu
      24/11/16

      Galera, agradeço a todos que estão comentando, só gostaria de fazer uma observação em relação ao ser humano e ao que julgamos mais importante no mundo em que vivemos. Meu namorado (que já estou quase convencida de que pode ser gay e não bi, mas ainda tenho uma pequena esperança de que possa ser uma disfunção sexual) independente de qualquer coisa é uma pessoa boa e de muito caráter! As pessoas estão julgando o caráter dele pelo fato de usar esporadicamente cocaína (que nem era esse o foco do post) e estão me julgando por manter um relacionamento com uma pessoa que tem um vício! é sério que a maioria das pessoas pensa assim? que ao invés de ajudarmos alguém (ninguém sabe como eu ajudo pois essa não foi minha pauta no texto) devemos ABANDONAR essa pessoa? Não penso assim! Se você ama uma pessoa e ela tem um vício o que você deve fazer é ajudá-la e não abandona-la!
      Quando eu mudei pra essa cidade do interior fiquei impressionada com a quantidade de jovens usuários de pó, também sei o quanto é zoado a cocaína. No entanto nessa mesma cidade a maioria das pessoas das famílias dos usuários nem sabem e nem percebem o que acontece. Por isso digo galera, abram suas cabeças, o problema existe, não é lidando dessa forma “abandone” “salta fora desse drogado mau caráter” que vamos ajudar uns aos outros!

      • Aline
        24/11/16

        Dizer o que do seu comentário = aquela velha questão de quem quer ver e ouvir o que lhe convém. não quer ver o óbvio e não sei porque ainda tá discutindo isso. Não existe vicio pequeno e vicio grande, vício é vício e acabou. Independe se o cara usa 1 vez por semana, todo dia ou 1 vez por mês, isso não o faz menos usuário de drogas e isso não te faz imune aos riscos do relacionamento. Você quer que vejamos isso como algo normal, mas isso nao é normal. O cara pode usar menos hoje, mas uma droga destas com um potencial monstro de criar dependentes não pode ser vista como algo corriqueiro e seu uso esporadico nao tira a gravidade da situacao. O cara já tá bebendo e usando droga pra fugir da própria realidade, ou talvez pra conseguir te falar a verdade e você ainda está na fantasia de resolver tudo isso com sua varinha de coldão, por favor…Hoje você esta sendo complacente com uma cara que usa droga socialmente, amanha voce estara visitando ele na clinica d recuperação…
        você passando o pano e fazendo de tudo para colocar essa sujeira embaixo do tapete, vc fala em ajudar,mas que coisa mais ingênua, como se voce tivesse o poder de mudar as pessoas. Deixe de ser criança e romantica, ninguém ajuda quem nao quer se ajudar, nao se entra em um relacionamento com esse potencial destrutivo na esperança de que vai ajudar e mudar a pessoa, vc realmente está muito fora da realidade. Vai precisar de muita sorte…

      • Kat
        25/11/16

        Vc quer ajudar o cara de verdade? O encoraje a se assumir, a procurar um psicólogo etc. Vc está tentando fazer com que ele seja o namorado que vc quer mas ele não é!

        Parece até que vc está com medo dele abrir os olhos e perceber que é gay e como isso acabar seu sonho!

        Enquanto ele não resolver essa questão da sexualidade dele com ele mesmo as coisas não vão melhorar!

      • ANA
        27/11/16

        Pela descrição, o cara parece ser bem legal, carinhoso, etc. A questão não é abandonar uma pessoa que está precisando. Vc não é mãe dele, vc está em busca de alguem pra construir uma vida juntos. Pode ajudá-lo como amiga, sem empatar seu tempo e sem se prejudicar. Jesus disse que devemos amar o próximo como a nós mesmos, isso significa amar vc e o outro e não somente o outro.
        O cara está com num dilema, vc pode ajudá-lo, mas sem comprar o problema dele pra vc. Mantenha a amizade, torça por ele, dê conselhos mas não abra mão da sua vida. Ele é manero, merece ser feliz mas vc tb demonstra ser uma pessoa muito sensível, parceira, fogosa, do jeito que muitos caras legais e muito mais bem resolvidos procuram. Coloque-se em primeiro lugar, ele não é criança e não está sendo assim tão legal com vc sabendo que não tem condiçoes de te fazer

      • ANA
        27/11/16

        Pela descrição, o cara parece ser bem legal, carinhoso, etc. A questão não é abandonar uma pessoa que está precisando. Vc não é mãe dele, vc está em busca de alguem pra construir uma vida juntos.
        Pode ajudá-lo como amiga, sem empatar seu tempo e sem se prejudicar.
        Jesus disse que devemos amar o próximo como a nós mesmos, isso significa amar vc e o outro e não somente o outro.
        O cara está com num dilema, vc pode ajudá-lo, mas sem comprar o problema dele pra vc. Mantenha a amizade, torça por ele, dê conselhos mas não abra mão da sua vida. Ele é manero, merece ser feliz mas vc tb demonstra ser uma pessoa muito sensível, parceira, fogosa, do jeito que muitos caras legais e muito mais bem resolvidos procuram.
        Coloque-se em primeiro lugar, ele não é criança e não está sendo assim tão legal com vc sabendo que não tem condiçoes de te fazer feliz como merece. Ele sim está se colocando em primeiro lugar.

      • akumaster
        30/11/16

        Todo drogado, deveria ser encostado no paredão e fuzilado.
        Sem meias palavras, com certeza, todo drogado, quando pequeno, adolescente, ouviu
        de alguém que era ruim, que era errado usar essas merdas, e mesmo assim, usam.

        PS: Tenho infelizmente isso na familia, irmãos, então não me venham dizer que
        não sei do que estou falando.
        Entram porque querem, então, que se fodam, e lá longe, no inferno!!!

        • Aline
          30/11/16

          Cara, gente assim como vc é que deveria de sumir da face da terra. Nunca vi um comentário tão estupido e inútil.

          • akumaster
            02/12/16

            Aceita que dói menos.
            Por acaso oque eu disse, estou mentindo.
            Mania nos dias atuais, povinho gosta de viver de ilusões, aparencias
            e maria vai com as outras.
            Tipo, se ele dá o cu, eu também vou dar por que é moda, é bonito e
            chama a atenção. bah

    13. Carol
      24/11/16

      Moça,
      Um relacionamento só vai para frente se houver diálogo entre o casal, não se engane achando que com o tempo as coisas vão melhorar a tendência é ficar cada vez pior, se lá no passado você tivesse conversado com o seu namorado e falado que o sexo estava ruim hoje vocês não estariam nessa situação.
      Meu conselho para você é tenha uma conversa franca com o seu namorado e coloque todos os pingos no is, embora você ignore os fatos o consumo de drogas e álcool estão relacionado com o seu problema, seu namorado tem problemas em relação a sexualidade dele talvez ele use drogas por causa desse conflito
      Você disse que tem esperanças de que ele seja bi, caso isso se confirme o que você pretende fazer? Fingir que nada aconteceu e colocar a sujeira debaixo do tapete novamente?

    14. Daniela
      25/11/16

      Infelizmente, você parece que não quer ser ajudada. Por mais que você não veja problemas em ele consumir drogas “esporadicamente”, isso está relacionado com o seu problema, é provável que ele faça isso por um conflito interno, para fugir da realidade, por não se aceitar. Com certeza concordo que você deve ajudá-lo e não abandoná-lo, e como você tem agido para contribuir efetivamente com isso? Já teve uma conversa séria com ele sobre ele não se aceitar? Um amigo da minha família é ex dependente químico e quase destruiu a vida, perdeu emprego e contato com os filhos, e sim, era usuário “esporadicamente” no início. Posso te afirmar, com toda certeza, que ser contra as drogas não é ser “cabeça fechada”, e sim ter amor e compaixão ao próximo.

    15. Alguém
      25/11/16

      Garota, ABRA OS OLHOS VC! Assim como ele vc não quer ser ajudada, mandou e-mail pra cá mas não está aceitando ouvir a verdade que todos disseram pra você. Pode ter certeza que cada um aqui disse a real pra você e ao invés de agradecer e abrir os olhos pra sua situação vc prefere se auto-sabotar. O problema é seu e as pessoas aqui só te aconselharam porque vc pediu mas a decisão é sua. A droga é sim um problemão vc que não encarar dessa forma e a orientação sexual do seu namorado tá muito clara pra todo mundo e mais uma vez vc não quer enxergar.

    16. Jonas
      26/11/16

      Bom, na minha opinião um relacionamento entre uma mulher e um homem bi só dá certo se o cara prefere mulheres. Ou então se gosta dos dois mais ou menos da mesma forma(não sei se existe todos que conheci tem uma preferência). Agora seu namorido com essas tantas broxadas claramente prefere macho!

    17. akumaster
      27/11/16

      Você quer ser feliz ?
      Quer constituir familia real, verdadeira ?
      Sai dessa menina, deixa esse boiola dar o cu pra quem ele quiser e vaze.
      Vá ser feliz de verdade, com um homem de verdade.
      E foda-se os comentários dos retardados daqui… homem é homem, mulher
      é mulher, passou disso é doença!!!

    18. Crítico
      29/11/16

      O cara pede pra vc mexer na bunda dele, pede pra usar suas calcinhas, depois fala do chefe, depois quer dar pro outro da banda. O cara tá saindo do armário devagarinho, primeiro bora pra fora a perna, depois o braço, agora foi com o cu.

      Vamos lá, vc realmente acha que o cara é bi? O cara nunca te comeu direito, e ainda quer dar o cu quando fica doidão? Bi? É uma bichona.

      Independentemente da preferência/orientação sexual do cara ou do quanto ele cheira pó, vc sente orgulho de tudo o que ele faz, vc gostaria que seus filhos seguissem o mesmo caminho??

      Se o cara não te satisfaz sexualmente, se vc acha que o cara vai passar vergonha por falar que quer dar o rabo, se vc não sentir orgulho do cara que tá com vc, realmente não o ama. Aproveita a deixa que a bicha te deu e vai dar pra os outros homens com quem vc se fantasia fodendo. Esse “amor” por ele não está funcionando, muito menos o seu amor próprio.

    19. Emily
      29/11/16

      Querida, eu sinto muito, imagino sua dor, mas não se iluda mais… no fundo, no fundo você sabe que ele não é bi, analisando toda a história se conclui que ele é gay, espero que ele seja homem o suficiente pra reconhecer isso e te libertar. Beijos e vá viver tua vida com alguém que realmente vai se sentir satisfeito com o que você tem a oferecer.

    *Nome
    *Email
    Site/Blog/Url
    Mensagem
    * Campos obrigatórios

    Receba os vídeos do maior canal de relacionamentos do Brasil em seu e-mail.

    Cadastre seu e-mail para receber os vídeos do Mete a Colher e aprenda mais sobre sexo e relacionamento.

    Respeitamos sua privacidade
    Receba os vídeos do maior canal de relacionamentos do Brasil em seu e-mail.

    Cadastre seu e-mail para receber os vídeos do Mete a Colher e aprenda mais sobre sexo e relacionamento.

    Respeitamos sua privacidade