Cristiane F. – 15 anos, apanhando e prostituída

Oi Neguinha, oi Morê. Puxa, é difícil resumir uma história de alguns anos, mas vamos lá. Tinha 15 para 16 anos quando saí da casa do meu pai e fui morar com a minha mãe em outra cidade. Arrumei um emprego em um salão de beleza e depois uma das minhas clientes me chamou para trabalhar com ela. Lá conheci o meu marido, nós começamos a conversar e de início não tinha intenções com ele, pois não fazia o meu tipo, era mais velho e parecia o Sherek (hoje o acho lindo rsrs), bom, ele começou a me oferecer caronas do trabalho para a casa e escola (eu trabalhava das 6:00 as 15:00 e estudava as 19:00 23:00), ele ficava comigo das 15:00 até a hora de eu ir para a escola, e me buscava na escola todos os dias e na maioria das vezes ficava comigo até as 02:00 03:00 da manhã (é, eu não dormia), me levava para almoçar, passear, um dia até dormi no colo dele, me tratava como uma princesa (realmente), tudo isso durou 2 meses e nem um beijo eu dei nele. Começamos a “ficar” e logo depois de 2 dias tivemos nossa primeira vez. Tudo foi tão lindo quanto disse, se eu contasse os detalhes vocês nem acreditariam. Até que descobri que ele era casado. Tarde demais, estava tão apaixonada! Foi tão decepcionante que eu me lembro do inicio da conversa e depois de eu chorando na minha cama com a minha mãe me consolando. Inclusive minha irmã quem descobriu, e não ia me contar, então, ele mesmo me contou. Terminei com ele, só que ele começou a me seguir, dizia que me amava, que eu era tudo para ele, essas coisas. Voltei com ele, sei que foi errado mas estava cega de amor por ele, sofri muito sabendo que estava com um cara casado. 2 dias depois disse que não ia ficar com um cara casado (não pedi para que terminasse o casamento, disse que eu não queria mais nada.) Ele disse que queria um prazo para o termino, dei 3 meses. (lembrando que eu não pedi nada) O tempo se passou e ele conseguiu uma casa e “saiu” do seu casamento, fui morar com ele por influência da minha mãe e depois de 6 meses a “ex” dele apareceu na porta da minha casa gritando e chorando perguntando o que porque. Porque o que? Eu me perguntei, ele simplesmente me largou e desceu as escadas e me mandou não aparecer em lugar nenhum, depois de 10 minutos ele subiu e pegou as chaves dizendo que ela havia descoberto tudo. Tudo o que? De mim. Isso porque fazia um ano e pouco que estávamos juntos. Aí tudo virou um inferno, descobri que eles saiam juntos, iam para o motel, almoçavam juntos, tomavam banho de piscina juntos, enfim, o casamento não havia acabado como eu pensei. Eu apanhei dela por 3 vezes e ele nunca fez nada a respeito, quando questionava a conduta dela, ele é quem me batia, e dizia que eu não tinha moral de falar dela, descobri que além dela ele tinha alguns outros relacionamentos extras, cansei, depois de 4 anos de um relacionamento de merda terminei com ele de vez, só que uns dias antes de terminar o relacionamento eu havia feito matrícula em um curso de CMS. Fui morar em uma das casas da minha mãe novamente, só que eu não tinha emprego, dinheiro ou comida. Foi difícil, precisava de dinheiro, e fui pedir p/ ele, para completar me negou. Quando uma colega minha, com quem não falava a muito tempo me ligou e disse que tinha um presente para mim, ok. Fui encontrá-la e ela me disse que estava tendo problemas com a sua família. Eu estava sozinha, sugeri que viesse morar comigo. Por falta de dinheiro eu comecei a fazer programa, quando um dia o irmão dele foi até onde trabalhava e me viu. Contou para o pai deles, e o pai contou p/ o meu ex. Eu não estava em casa, minha colega ligou e me disse que ele estava sabendo que eu fazia programas e me perguntou se era verdade, eu neguei, ela me pediu para que voltasse para casa. Ok. Cheguei lá e o namorado dela também estava lá, logo depois o meu ex chegou eu pedi pra chamarem a policia pois eu já conhecia o comportamento agressivo dele. Dito e feito, perguntou com quantos caras eu tinha saído, rasgou minha calcinha e colocou o dedo em mim a força. Foi hum

Olha só Cristiane… sua história é tão repleta de erros – tanto da sua parte, como da dele – que tive dificuldades de bolar um título! Então vamos por partes, ok? Seguinte, a primeira coisa que me chamou a atenção foi o fato de seus pais serem tão ausentes e irresponsáveis com os cuidados de uma adolescente de 15 anos, mas isso não é sua culpa, né? Fazer o que?! Não sabemos toda a história, talvez eles até tenham tentado conter seus impulsos, mas você era uma menina difícil… vai saber! Sobre ele ser casado, não tinha como adivinhar, mas foi depois de descobrir que você cometeu seu primeiro erro… jamais deveria ter dado continuidade ao relacionamento. Apanhar do cara e não prestar uma queixa sequer?! Minha filha, você é uma vítima, mas isso não faz de você uma burra! Sinceramente não sei o que você ainda tá fazendo com ele… ainda mais com esse papinho de terapia de casais! Se liga, isso é o mínimo que ele deveria fazer… não tem nada de grandioso em ele frequentar a terapia, então corta esse papo de “ele mudou” ! Homens como ele não mudam, apenas descansam entre uma surra e outra! Bate e faz carinho só pra não correr o risco de perder o saco de pancadas! No seu lugar, eu preferiria mil vezes voltar a fazer programas para não precisar dele para pagar as minhas contas! Então quer saber o que eu acho?! Agora que já tem 21 anos, muda de cidade e vai ganhar sua vida sozinha, não interessa como! Só não continue ao lado de um cara que te usa como saco de pancadas e te humilha! Ele não merece nem uma lágrima sua… ACORDAAAAAAA!!!!!