Mete a Colher - Clique e veja essa Metida de Colher

    Marido, Esposa e Amante… O ciclo de traições!

    15.01.16 Postado por Neguinha | Categoria: André Memória, Dicas

    É muito comum ver no canal e no blog do Mete as mulheres que se vêem na situação “sou amante e um dia serei esposa”. Será possível isso acontecer? Sim, mas ai vem outra pergunta: o marido será fiel nesta nova relação? Não sabemos… Mas o comportamento humano é mais simples do que a maioria pensa, então quando alguém faz algo e considera que obteve êxito, haverá grande chance do sujeito repetir a ação.

    imagem Shutterstock
    shutterstock_353870243

    Ou seja, é muito difícil que o marido da (ex-amante) nova esposa seja um marido fiel. Você pode até conhecer (ou ser) uma ex-amante com um marido bom e fiel, mas esse caso é uma exceção. Pessoas com histórico de infidelidade só mudam se tiverem intenção de mudar, o fato de encontrar “um novo amor” não quer dizer que a pessoa será “uma nova pessoa”.

    Outro fato relevante para refletirmos é: você (amante) queria ser a esposa traída? Acredito que 100% das mulheres responderam não, mas mesmo assim ainda encontramos muitas histórias de amantes. Quando você faz parte de um relacionamento no qual alguém está em uma situação ruim (ser traída), tal situação lhe torna cúmplice. O ajudante do criminoso também faz parte da cena do crime, mesmo que em menor grau. Se conhece (ou foi) uma amante e não sabia da existência da esposa ai já é outra história, estou falando só das amantes que sabem de tudo, ou quase tudo, pois ninguém garante que o traidor só tenha uma amante.

    Imagino que algumas mulheres possam chegar a dizer que “tem pouco hetero no mercado”, então só nos resta ser amante. Agora vamos pensar a longo prazo… Quem estará contigo no dia dos namorados? Quem estará contigo no natal e réveillon? Quem fará planos para curtir as férias no litoral nordestino? Ou seja, você não terá seu “companheiro” em várias festividades e momentos em família, teremos uma situação na qual só um lado constrói algo (marido/esposa), enquanto o outro lado só tem sexo e alguns poucos momentos juntos (traidor/amante).

    Também temos o traidor que diz para a amante (iludida): só estou casado por causa dos meus filhos. Essa desculpa não faz sentido, pois qualquer um que entenda um pouco de desenvolvimento infantil sabe: um casal infeliz não educa melhor do que um casal separado e feliz. Educar os filhos é importantíssimo, mas ensinar em meio a brigas e desarmonia conjugal não combina com boa educação. Se o casal não tem mais condições de permanecer junto, mesmo depois de tentar tudo, inclusive terapia de casal, o melhor a se fazer é separar. Os filhos podem sofrer, mas eles vão superar quando começarem a entender que foi o melhor para os pais deles.

    O que vejo é um ciclo vicioso, no qual os homens têm amantes, as amantes querem ser esposas e as esposas odiando a idéia de serem traídas. Meu texto não quer eleger culpados, mas quero deixar claro que todos os envolvidos têm importância na manutenção do ciclo, pois o marido e/ou a esposa estão com alguma insatisfação e não dialogam, finalizando com a amante que tem conhecimento sobre a infidelidade e fortalece tal comportamento, os três estão buscando a felicidade de forma equivocada. A felicidade duradoura tem forte ligação com quão verdadeiras são suas relações com aqueles ao seu redor, então na medida em que existe desconfiança e infidelidade a felicidade de alguém está ou será prejudicada.

    Tudo que eu disse sobre os maridos vale para as esposas e vise-versa, os dois gêneros estão tornando suas vidas menos satisfatórias. A cada traição, a cada dia em que homens e mulheres passam sem entender as reais necessidades de cada um, teremos mais baixos níveis de compreensão e alegria na relação… Os maridos continuaram tendo amantes, as esposas continuaram odiando as amantes e as amantes continuaram querendo se tornar as futuras esposas!!!

    Feliz será o dia em que os maridos e as esposas serão seus próprios amantes, feliz será o dia em que os casais falem tudo que dá prazer na cama e fora dela, feliz será o dia em que ser e ter amante seja uma raridade! Desejo que todos vivam seus relacionamentos da forma mais amorosa, respeitosa e sincera possível.

    andré-memória

    Homem misógino

    17.06.15 Postado por Neguinha | Categoria: André Memória, Dicas

    1

    Tenho quase certeza absoluta que existe um homem misógino perto de você, mas você não sabe! Homem misógino é aquele que odeia mulheres, mas esse ódio pode atingir o sexo feminino de várias formas, tais como: tratar a mulher como um “ser inferior”, agredir física ou psicologicamente a mulher, impedir a mulher de atingir seus objetivos de vida, transformá-la em “escrava do lar” e, em alguns casos, a mulher é assassinada.

    Infelizmente ainda vivemos em uma sociedade machista e cheia atitudes retrogradas, onde as mulheres ganham 30% menos do que um homem no mesmo cargo, as mulheres são minoria quando se trata de políticos eleitos, elas muitas vezes trabalham fora de casa e quando chegam ainda tem a “obrigação” de limpar tudo e preparar a comida da família todos os dias. Esses são apenas alguns exemplos de como a sociedade ainda trata a mulher muito mal.

    Os homens misóginos se enquadram “bem” em setores da sociedade nos quais o assedio moral e sexual às mulheres é frequente, existem até casos (absurdos) onde a mulher pedi demissão, entra em depressão e pensa em suicídio após viver muito tempo ao lado de um homem assim.

    É importante ressaltar, esse exemplar do sexo masculino, muitas vezes é cordial e sedutor com as mulheres ao seu redor, quando tem algum objetivo como casar ou se relacionar sexualmente, ou se ele deseja molestá-la de alguma forma. Então não temos condições de identificar o homem misógino imediatamente, mas se ficamos mais atentos aos tipos de palavras e atos dos homens ao nosso redor, será mais fácil saber e, se possível, conversar com ele sobre esse tema.

    O sujeito com as características aqui descritas precisa de tratamento psicológico e/ou psiquiátrico, mas como é um caso cheio de “habeas corpus” da sociedade, quando você for indicar tratamento para qualquer um, pense bem em como, onde e quando vai fazê-lo. Indicar tratamento psicológico ainda é “mal visto” pelas pessoas mais preconceituosas e desinformadas.

    As mulheres estão, a cada ano que passa, mais escolarizadas e independentes, mas é comum ver mulheres envolvidas com parceiros maldosos, homens que dão o mínimo de atenção e carinho (quando dão). Elas se envolvem com alguém que às tratam mal, em alguns casos, pensam que estão sendo mal tratadas com razão, então vivem anos e anos casadas com um ser humano que as tratam como um bicho indigno de felicidade!

    Se você é mulher e vivencia ou já passou por esse sofrimento, tente se observar mais, busque ajuda no seu ciclo de amizade, realize ações que elevem sua autoestima. Se você acha que não consegue mudar sua realidade, procure um bom psicólogo, pesquise mais sobre como ter uma vida saudável (mental e fisicamente) e ponha em prática! A vida é curta e não devemos perder tempo com quem nos faz mal…

    Muito obrigado à Carol Ribeiro pela sugestão, demorou, mas chegou seu tema. Quem quiser sugerir mais temas, basta escrever nos comentários ou falar comigo no facebook.

    Aqui nesse link contém alguns depoimentos de mulheres que viveram ou vivem com esse tipo de parceiro.

    Vídeos excelentes ligados ao tema Mulher e os preconceitos vivenciados diariamente…

    Aqui e abaixo;

    andré-memória

    Relacionamento à distância… Será que dá certo?

    26.03.15 Postado por Neguinha | Categoria: André Memória, Dicas

    Esse é um modelo de relacionamento complicado, mesmo que você conheça casos que dão certo, tais casos não fazem parte da regra. Somos seres sociais por natureza, nossas vidas se tornam mais agradáveis e saudáveis quando temos pessoas queridas ao nosso redor, nesse caso estou incluindo todos os tipos de vínculos possíveis, família, cônjuge, amigos, conhecidos e qualquer pessoa próxima. Quando não gerenciamos bem nossas relações sociais, perto ou longe, eles tendem a acabar.

    As redes sociais estão cada dia mais presentes, são a prova de que é possível estabelecer uma amizade ou namoro à distância, mas o complicador são sentidos. O “sentir” o outro é de extrema importância, esse sentir é literalmente em todos os sentidos, ouvir a voz, sentir o cheiro, ver as expressões corporais, tocar o corpo do outro e sentir o “gosto” que o outro tem através de um beijo ou no sexo. Mesmo que a webcam permita ver e ouvir, nunca será tão intenso quanto ao vivo.

    Mas quando dá para investir em uma relação à distância? Primeiro o casal deve ter  maturidade suficiente para lidar com as dificuldades inerentes à ausência da pessoa amada. A confiança deve permear seus pensamentos o tempo todo, pois seu parceiro deverá ter uma vida social normal, fator que muitas vezes desgastam esse tipo de relacionamento. Se um (ou os dois) não quer que o outro saía de casa, a não ser para trabalhar e estudar, já temos uma boa noção de que essa relação tem grandes chances de dar errado. O relacionamento deve favorecer nossa liberdade, quando uma das partes priva muito a outra, as idéias de rompimento se fortaleceram dia após dia.

    A relação à distância é possível sim, mas com as ressalvas feitas e mais algumas. O casal deve ter planos para quando for se reencontrar, manter a “chama” da paixão acesa é primordial, se for ficar distante por muitos meses ou anos é bom que se vejam por alguns dias nesse meio tempo, lidar bem com a saudade é fundamental e nosso já tradicional Dialogo Aberto e Constante!

    A proximidade física e emocional são importantes, então analise bem se mesmo com a distância será possível manter o sentimento de amor e carinho pelo outro. Uma coisa é certa: tem muito namoro “presencial” que na verdade tem quilômetros de distância e alguns namoros à distância com uma proximidade de milímetros. A dificuldade não está na separação corporal, ela vem à tona com o distanciamento emocional do casal.

    O equilíbrio é a base de tudo, vamos procurar a “proximidade ideal”, ou seja, nem ficar tão perto ao ponto de sufocar o parceiro e nem ficar tão longe ao ponto de ser esquecida pelo parceiro e vice-versa!

    Abraços calorosos aos leitores e leitoras desse blog maravilhoso!!! Muito obrigado à Alitiane Suellen de Paula pela sugestão do tema.

    andré-memória

    O Garoto de Programa é o novo Príncipe Encantado?

    26.02.15 Postado por Neguinha | Categoria: André Memória

     

    The_Hairy_club_for_men

    Os dois e-mails da Aline me inspiraram a escrever esse texto. ( e-mail 1 e e-mail 2)

    Será que o Príncipe encantado está à uma ligação de distância? Essa discussão vai longe, pois mais uma vez temos que considerar vários fatores, culturas e povos. Mas vou usar o depoimento da Aline como base, então simplificarei o debate. Primeiro quero parabenizar todas as mulheres que tem a coragem de contratar os serviços de um garoto de programa, digo isso porque esse é um dos maiores tabus que ainda temos, mesmo em tempos que o sexo é assunto fácil e está em todos os lugares, ainda temos muito o que trabalhar para termos uma sociedade “aberta” a liberdade sexual plena (da mulher principalmente).

    Muitas mulheres em várias condições físicas, de horríveis à lindas, não conseguem encontrar um parceiro que as satisfaça em todos os sentidos, ai você me diz: “as lindas não tem esse problema André”; ai eu digo: “pode ficar ciente, muitas mulheres belas estão solteiras”. A beleza é muito mais influenciada pela auto-imagem e pelos olhos de quem vê do que pela ditadura da moda, lógico que existem padrões biológicos e sociais de beleza, mas aquelas mulheres que se sentem atraentes (não importa o que a balança diga) dificilmente ficaram solteiras, ou pelo menos terão um amigo colorido para ajuda-lás nos momentos de necessidade.

    O Hell (Môre) fez um comentário extremamente feliz, quando disse no primeiro e-mail da Aline que a beleza está em primeiro lugar na cabeça, na atitude e em passar a mensagem certa. As pessoas com a postura certa, vão atrair muitos parceiros, independente da condição física. Porem muitas que vivenciam uma postura diferente da mencionada pelo Hell, acabam não identificando esse erro e terminam por atribuir à falta de parceiros ao aspecto físico. Pare e pense um pouco, você já viu aquela “amiga desprovida de beleza” com um rapaz belo, ou um “homem feio” com uma “mulher de parar o transito”, acho que a maioria dos leitores e leitoras responderá SIM!

    Eu sei que as belas e atualizadas mulheres que acompanham os textos e vídeos do Mete sabem a resposta para a primeira pergunta do texto. Apesar da “figura” do príncipe encantado ainda estar presente no imaginário feminino, o homem ideal nem é o garoto de programa e nem é tão difícil assim de se encontrar. Encontrar o homem que te fará ter vários orgasmos será menos complicado se souber onde procurar, de forma paciente e dedicada, para algumas a tal procura é mais fácil, já para outras é mais difícil, mas assim é a vida.

    Enquanto você não encontra esse homem “certo”, se divirta com os “errados”, lembrando sempre que a saúde, a responsabilidade e os limites dos envolvidos na relação devem ser preservados, se quer contratar um profissional pesquise e quando se sentir segura vá em frente. Agora eu espero que, um dia no futuro, as mulheres se sintam tão bem quanto a Aline se sentiu com o garoto de programa e, principalmente, que se sintam bem com qualquer homem que tiver o privilégio de penetrar física e emocionalmente as suas vidas.

    Muitas vezes, o que parece uma busca longa e interminável, está a uma mudança de pensamento e atitude de distância!

    Muito obrigado à Aline por compartilhar sua história conosco, através dos debates propostos aqui teremos maiores chances de melhorar as nossas vidas. Também quero agradecer as pessoas que me enviaram propostas de tema: meus próximos textos serão “Relacionamento à distância” (pedido pela Alitiane Suellen de Paula) e depois “Homem misógino” (pedido pela Carol Ribeiro).

    andré-memória*Quem quiser conhecer um pouco mais sobre o trabalho do André, só clicar AQUI para visitar a página pessoal dele no Facebook.

     

    Faço sexo com uma escova de cabelo! Sou normal?

    15.12.14 Postado por Neguinha | Categoria: André Memória, Dicas

    “E ai Dr André, isso é normal?” É muito comum na minha profissão ouvir perguntas como essa, pois as pessoas têm a tendência de pensar que tudo fora do “normal” acaba se tornando algo ruim. Na vida sexual, ou no geral, esse “ser normal” é variável, então vamos definir normal. O normal é o padrão, é aquele comportamento mais visto e repetido pela maioria dos indivíduos, essa repetição pode ser instintiva ou culturalmente adequada à sua época e localidade.

    Agora vem o X da questão, ser normal é bom? Quem disse? Se “ser” normal é fazer apenas o que as tradições mandam, então os grandes gênios e as pessoas sexualmente mais felizes são as mais anormais. Temos que mudar nossos conceitos de normalidade sempre, pois o que foi normal nos tempos das nossas avós e das nossas mães não é mais hoje, mas como ouvimos essas pessoas dizendo “não faça isso minha filha, isso é coisa de puta”, então você (mulher moderna) pensa que está fazendo algo ruim.

    A vida sexual das pessoas saudáveis, de mente aberta ao novo, é muito mais excitante e, consequentemente, mais feliz! Ai alguém vem e me pergunta: “mas André eu devo fazer tudo que meu parceiro manda?”, a resposta é simples: Não! Mente aberta ao novo, significa que você estará disposto(a) a pensar em muitas possibilidades, mas não quer dizer que fará tudo, pois só devemos fazer aquilo que não irá causar danos físicos e psicológicos a nós mesmos!

    Semana passada, aqui no Mete, nós tivemos um post sobre “Fetiches sexuais estranhos”, aposto que muita gente “fez careta” ao ver alguns deles. Se você é uma dessas pessoas, tente rever seus pensamentos sobre o que é normal, o diferente nos ajuda é ter novos pensamentos e modos de agir, quando compartilhamos pensamentos divergentes nosso cérebro se reconfigura! Tal mudança potencializa nossos neurônios, colaborando para que tenhamos uma vida cheia de experiências ricas em conteúdo e sensações!

    E a pergunta inicial… Fazer sexo com a escova de cabelo é normal? Eu desconheço uma pesquisa séria que me responda quantas pessoas praticam essa modalidade de sexo, então não sei se é o padrão (normal). Mas a pergunta acima, provavelmente, não está interessada na resposta que dei, pois o que ela quer saber é se tal tipo de “relação sexual” irá prejudicá-la, então prestem atenção… Se você usa um objeto que está corretamente higienizado, com uma textura não agressiva ao corpo, pode usar à vontade!!! Se não sabe qual objeto usar, opção é o que não falta na Loveria! Se suas necessidades sexuais não põem sua saúde física e mental em risco, não precisa perguntar para ninguém se é normal, basta ser feliz e seguir a vida, mas se suas dúvidas persistirem, procure um profissional qualificado. Só faça aquilo que se sente seguro(a) para fazer, nada de fazer sexo anal só porquê o marido mandou e nada de fazer fio terra só porque a namorada quer!

    andré-memória

     

    Amante… Ter ou não ter, eis a questão!

    10.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: André Memória, Dicas

    Eita que amante dá o que falar… Um tema tão debatido nos últimos vídeos do Mete no youtube vale um texto sobre o assunto. Primeiro é importante falar o seguinte, sempre que eu me referir a “Amante”, estarei falando de homens e mulheres, nada de machismo no qual só homem tem amante, nós sabemos bem que várias mulheres têm amantes, enquanto seus maridos (ou namorados) ficam em casa vendo o futebol, elas “fazendo compras”. Ou seja: tudo que for falado vale para os dois gêneros.

    Infelizmente o sexo é tabu há muito tempo, isso colaborou para que os casais tivessem duas vidas sexuais. Uma é com o cônjuge e outra com o/a amante, com o parceiro oficial o sexo era bom (ou não) e não tinha muitas possibilidades de variação, já com a amante (ou com uma garota de programa) o sexo é maravilhoso e pode tudo, um mundo de possibilidades se abre.

    O amante passou a ser um símbolo de vida sexual ativa e feliz, nos círculos de amizades masculinas (geralmente) é comum os homens comentarem sobre suas amantes, um falando que tem a mais gostosa, outro falando que tem a mais habilidosa com a boca, entre outras coisas. Ainda hoje, em tempos de abertura para se falar sexo, muitas mulheres tem vergonha de pedir ao esposo para fazer sexo oral nelas. Então se o marido não pode, lá vem o amante e dá uma linguada gostosa na felizarda senhora orgasmos!

    Em um dos vídeos do Mete, vemos a história de um homem que diz “dar conta” de 24 mulheres (7 namoradas, 16 amantes e a esposa), ai eu penso: será se esse cara realmente dá atenção que mulheres merecem? Também penso: e se a mulher dele tivesse 24 homens, o que ele acharia disso? Perguntas sem repostas, mas acredito que ser parceiro de alguém requer dedicação e respeito, isso inclui honestidade e estar disponível ao outro em muitas situações sexuais ou do cotidiano. {Deve dar muito trabalho se relacionar com tantas pessoas, cada uma com suas singularidades.}

    Então se você quer ter vários homens ou mulheres, desista da idéia monogâmica, tente investir no Poliamor. Ou talvez você nasceu para não casar, seja solteiro(a) e não deixe que a pressão da sociedade te mande para uma vida infeliz. Relacionamento é algo extraordinário e faz com que as partes da relação evoluam, pois aprender a lidar com as diferenças nos faz crescer e compreender melhor o mundo que nos rodeia. Mas só entre nessa se realmente quiser viver esse tipo de vida.

    Quer ser feliz no sexo??? Fale tudo que te satisfaz!!! Mas fale antes de casar, pois é muito melhor casar com o “Pacote completo”. Sua esposa deve ser sua amante mais fogosa. O seu marido deve ser o homem que está aberto para realizar aquela sua fantasia estranha, aquela fantasia que só sua melhor amiga sabe. Parece óbvio dizer isso tudo, mas veja ao seu redor, quantos traem seus parceiros? Essas pessoas estão prejudicando a vida de alguém, se é muito ou pouco não importa. Confiança não tem preço e se for quebrada há pouco o que fazer para restaurá-la, uns dizem que é impossível.

    Se o seu amante já está lhe esperando em casa, não faz sentido ter outro. Os casais devem satisfazer seus desejos mais íntimos, pois só assim o relacionamento vai para frente. Respeitando os limites de cada um, pois se um quer a “chuva dourada” e o outro não quer, então deve-se conversar e chegar ao ponto em que ambos saiam felizes!

    Vamos “Ser” mais Amantes e menos besta, essa história de não falar os desejos é coisa do passado! Para finalizar… Quero agradecer a Bianca (Neguinha) pelo carinho, também a todos e todas que deixam recados cheios belas palavras no meu perfil do facebook. Muito Obrigado!!!

    andré-memória

    Os opostos se repelem!

    06.10.14 Postado por Neguinha | Categoria: André Memória, Dicas

    1

    Os opostos se repelem! Se na física “os opostos se atraem”, nos relacionamentos de longa duração essa premissa não é bem verdade assim como pensávamos. Você pode até conhecer casais “bem diferentes” que dão certo, mas olhe bem de perto e verifique se eles têm mais em comum do que só gostar de ver “Friends” juntos. Casais que passam muitos anos juntos com muitas divergências, ainda assim são felizes, podem apostar, são uma exceção.

    Imagine que o homem adora nadar, é vegetariano e odeia seriados. Agora imagine que uma mulher olha para esse cara e se sente atraída (fisicamente), mas ela tem medo de nadar, ama um churrasco gaúcho daqueles que o sangue escorre na faca e para terminar acompanha dez seriados ao mesmo tempo, inclusive com um aplicativo para saber em qual episódio parou. Imaginou? Então pode dar certo? Pode! Mas as chances de durar são poucas! Não vou nem citar religiões diferentes… Pois não quero me complicar!

    Todos os casais felizes têm suas diferenças e elas são parte integrante do relacionamento, tais pequenas divergências apimentam a relação. Pense bem como o Mete seria monótono se a Neguinha e o Môre concordassem sempre um com o outro, então essa regra também vale para a maior parte dos relacionamentos que conhecemos. Mas, nesse caso, as diferenças são simples e contornáveis, aspectos da vida cotidiana de qualquer casal saudável.

    Quando vemos duas pessoas enamoradas compartilhando pensamentos, valores, planos de vida, sem dúvidas, veremos olhinhos brilhando. Até os comportamentos se tornam parecidos, os dois passam a agir e falar de forma semelhante. Esse é um comportamento comum, indivíduos inseridos em um grupo tendem a imitar (às vezes sem querer) os trejeitos daqueles mais próximos. Não se assuste quando ouvir seu(sua) namorado(a) falando aquela palavra que só você falava. É mais um presente adquirido da pessoa que você tanto ama!

    Eu considero essa frase mais realista e coerente: “Os opostos se distraem. Os dispostos se atraem” (Fernando Anitelli). O seu oposto pode ser bem divertido por algum tempo, porem não o tempo todo. Já aqueles que estão, realmente, dispostos a se conquistarem através das semelhanças e à superar as pequenas diferenças, tem tudo para construir um relacionamento feliz e cheios de orgasmos!

    Muito obrigado pelos elogios nos comentários, é um grande prazer escrever e ajudar a tornar esse blog melhor a cada dia… Beijos e Abraços!

    andré-memória

    Link do Facebook do André Memória

    Pornografia… Prazer masculino, tristeza feminina, ou nada disso???

    18.09.14 Postado por Neguinha | Categoria: André Memória, Dicas

    tye

    Semana passada o Mete recebeu um e-mail* no qual me preocupou muito. Em resumo, uma fã do Blog falava sobre um namoro a distância em que o namorado era viciado em pornografia e ela não sabia lidar com isso, isso é até comum, mas quando eu li: “não como, não durmo, não vivo. Eu estou até vomitando sangue de tanto nervoso. Meu estomago dói 24 hrs por dia. Tentei suicídio…”; mostrou que a situação era grave.

    Em primeiro lugar, se alguma situação da sua vida faz com que você, literalmente, não tenha mais vontade de viver, te faça sair da rotina de estudos e trabalho por um tempo considerável, por favor, procure um Psicólogo ou Psiquiatra urgente. Esses profissionais ajudam todos os tipos de pessoas, não só os “loucos”. Você verá os benefícios em pouco tempo, se for cuidado(a) por um bom terapeuta!!!

    Xvideos, redtube, youporn, se reconheceu algum desses “nomes”…

    …então você é um dos consumidores de conteúdo pornô virtual. Logo vem a questão: estou acessando muito esse tipo de site? Ou será se meu namorado/marido assiste muitos vídeos por dia? Tais questões são relativamente fáceis de responder, pois se a pessoa tem uma boa vida afetiva, trabalha, estuda, tem vida social satisfatória, provavelmente essa pessoa faz uso saudável da pornografia.

    A pornografia existe desde que o homem aprendeu a pintar em paredes, há vários registros históricos mostrando como as imagens de pessoas fazendo sexo permeiam civilizações em épocas distintas até hoje. A maioria dos homens gosta e algumas mulheres também, essa diferença de gosto vem da cultura que sempre privilegiou os homens e reprimiu as mulheres quando se trata de relacionamento sexual. Quanto a fatores fisiológicos, ai é muita coisa, deixo para escrever mais em outro texto.

    O modo como os dois sexos se excitam também é relevante, pois enquanto o homem é mais visual, a mulher é mais todos os outros sentidos + emoção. Lógico que existem exceções, mas a maioria dos homens e mulheres funciona assim. Ai vem à necessidade masculina de exercitar a sexualidade, então os homens usam o recurso que estiver à mão. No passado recente eram as revistas, hoje são os vídeos e fotos na web.

    Diante de tal realidade, temos vários casais como o problema no qual (geralmente) o homem não dá atenção a sua parceira ou mostra um desempenho sexual ruim por ver muita pornografia. Se isso está acontecendo no seu relacionamento é bom conversar, pois só assim vocês podem resolver. Lembre-se que se a conversa não progredir bem, é importante ressaltar que o Psicólogo pode ajudar nesse processo.

    Minha dica final:

    Mulheres: usem a pornografia à seu favor, tentem apimentar o relacionamento com tudo de prazeroso que encontrarem nos muitos sites a disposição, existem até sites dedicados só ao público feminino.

    Homens: usem a pornografia com moderação, nada de deixar a namorada ou esposa de lado e passar a noite vendo vídeos, tentem pôr em prática as coisas interessantes, pois assim fica até mais fácil de chamar a parceira para ver junto contigo.

    É sempre um prazer escrever para o público do Mete, logo abaixo estão alguns links relacionados ao tema tratado hoje! Beijo e Abraços Calorosos…

    *E-mail citado no texto

    Links com conteúdo extra:

    Viciados em pornografia destroem confiança e vida sexual da parceira, diz estudo

    Vício em pornografia é semelhante ao alcoolismo, diz estudo

    Jairo Bouer: pornografia em excesso atrapalha no sexo?

    andré-memória

    Linguagem corporal – aprenda a passar a mensagem correta!

    15.09.14 Postado por Neguinha | Categoria: André Memória, Dicas

    1

    Lembra do dia em que aquele mulherão soltou um sorriso na sua direção? Sabe aquele dia em que seu candidato a ficante olhou nos seus olhos e prestou atenção nas suas palavras? É meus caros leitores e leitoras, esses foram bons dias, foram baladas frutíferas!

    A linguagem corporal está presente no nosso dia-a-dia desde a pré-história, quando os machos iam caçar e qualquer ruído espantava a comida, só tinha uma coisa a se fazer: gesticular. E a mãe que só de olhar para o filho (não importa a idade) já sabe como ele está, se precisa de atenção ou se está doente. São pequenas provas de como a linguagem corporal é antiga e eficiente.

    Esse tipo de comunicação é evidente em seriados (“Lie to me” e “The Mentalist”). Quem assiste aprende um pouco sobre leitura das expressões faciais e corporais, o que ajuda a se relacionar melhor com todos ao seu redor. Inclusive você pode ser aprovado(a) em uma entrevista de emprego graças a sua excelente comunicação não-verbal, ou quem sabe passar a informação certa na festa e sair com seu futuro marido ou sua futura esposa. Homens: uma postura confiante pode ser sua porta de entrada para uma noite gloriosa. Mulheres: uma postura aberta e simpática pode atrair o protagonista do seu próximo romance.

    E na hora do Prazer… Também podemos perceber muitas coisas na hora da relação sexual. Seu parceiro não costuma dizer nada, você pergunta e ele só diz que está bom, então olhe bem para as “caras e bocas”, se ele está sorrindo e fazendo expressões de alegria pode continuar com os bons serviços. Já você que não sabe se sua namorada está fingindo o orgasmo, verifique se os mamilos estão intumescidos (durinhos), veja se a vagina está bem lubrificada, se o corpo dela se mexe de forma natural (e não como uma atriz pornô).

    Um dos fatos mais importantes sobre tal assunto é que o corpo Não Mente! Se a pessoa mantém pouco contato visual, se enrola quando fala, parece tensa, o corpo está em uma posição parecendo querer sair de perto de você, existe uma grande chance de estarmos à frente de uma mentirosa. As mulheres, mesmo sem treinamento, conseguem identificar bem os sinais de mentira, pois elas quase sempre descobrem quando o parceiro está traindo, já os homens não percebem tanto, pois as estatísticas dizem que eles só percebem a traição em 15% dos casos, enquanto elas descobrem em 85% dos casos.

    Eita… Eu poderia escrever muitas páginas sobre um assunto tão interessante, mas vou parar por aqui, espero que todo mundo fique mais atento aos “recados corporais” dos amigos, dos familiares, dos peguetes e dos parceiros de longa duração. Lembrete aos casais que só se comunicam a base de linguagem corporal: falem mais! Casais que se comunicam pouco tem maiores chances de desentendimentos e, consequentemente, brigam mais! Vamos fazer mais Amor e menos guerra!!!

    Quer saber mais sobre o assunto? Leia o livro “Desvendando os Segredos da Linguagem Corporal” – Allan e Barbara Pease.

    Beijos e Abraços!

    andré-memória

    Quando meu namorado está “quase lá”… perde o interesse!

    10.09.14 Postado por Neguinha | Categoria: André Memória, Dicas

    A partir de hoje, contaremos com a ajuda do psicólogo André Memória, ele nos ajudará a responder alguns e-mails e escreverá algumas matérias… espero que gostem! E seja bem vindo André!

    1

    Olá Neguinha e Môre. Tudo bem com vocês?

    Tenho 18 anos e comecei um relacionamento com um cara de 24 (com mentalidade de 13) há uns 2 meses. Ele é super carinhoso, ele tem um cuidado por mim extraordinário, nós vemos todos fins de semana e um dia no meio da semana. Eu realmente sinto que ele esta gostando e levando isso pra valer.

    Já a pegação é uma delicia, eu sei excita-lo e ele sabe me excitar, porém quando chega nos finalmente ele fala ” Não estou no clima” ou faz ali rapidinho de qualquer jeito. Cheguei a perguntar qual era o problema, se não tinha tesão por mim, ou se o sexo era ruim e ele respondeu que me acha linda, gostosa e que sei transar muito bem só que quando chega nos finalmente ele perde o interesse e não sabe o porque. Conversei com um amigo sobre, e ele disse que pode ser alguma coisa emocional ou narcóticos, que por ventura meu namorado não usa.

    E agora? Não tenho ideia do que fazer. Me ajudem?

    Obrigada!

    Muito complicado esse caso, pois não tenho como dar uma resposta “curta e simples” sem falar com seu namorado. Se ele fica excitado (com ereção eu suponho) com as carícias que você faz, então provavelmente não é um problema fisiológico, mas é bom investigar, indo ao urologista. Provavelmente é algum “entrave” emocional, ai você só tem como saber conversando muito com ele, mas na maior parte das vezes só um Psicólogo para ajudar efetivamente com o problema. Minha dica é: tente prestar mais atenção na linguagem corporal dele, assim você acaba descobrindo coisas que talvez nem ele mesmo saiba, olhe bem para as expressões faciais, elas não mentem e dirão se ele está gostando realmente ou não. Se nada que você fizer der certo, incentive-o a procurar ajuda profissional, se ele não tiver como custear a terapia, vá às universidades públicas e particulares das redondezas, pois geralmente elas dispõem de clinicas escola gratuitas ou bem baratas!

    Um beijo e até a próxima!

    andré-memóriaFacebook do André: https://www.facebook.com/andre.memoria

    Receba os vídeos do maior canal de relacionamentos do Brasil em seu e-mail.

    Cadastre seu e-mail para receber os vídeos do Mete a Colher e aprenda mais sobre sexo e relacionamento.

    Respeitamos sua privacidade
    Receba os vídeos do maior canal de relacionamentos do Brasil em seu e-mail.

    Cadastre seu e-mail para receber os vídeos do Mete a Colher e aprenda mais sobre sexo e relacionamento.

    Respeitamos sua privacidade