Mete a Colher - Clique e veja essa Metida de Colher

    GANHE UM E-BOOK – CONCURSO – QUEM METE A COLHER MELHOR?

    03.08.15 Postado por Ísis Toth | Categoria: E-mail do internauta

    livro mete

    Percebemos que tem uma galera fera comentando em alguns posts. Se você gosta de meter a colher em todas as histórias postadas no blog, não percam o concurso – QUEM METE A COLHER MELHOR . Inscrevam-se pela nossa página no Facebook, somente os 10 primeiros comentários entrarão no concurso, fiquem atentos ao regulamento abaixo:

    Regulamento:

    1. A história será postada na página do Mete a Colher no Facebook terça-feira (amanhã – 4/8/2015), entre 9:00 e 10:00 da manhã, com o título: CONCURSO QUEM METE A COLHER MELHOR – HISTÓRIA
    2. Somente os 10 primeiros que comentarem no Facebook, dizendo: QUERO ENTRAR NO CONCURSO estarão inscritos, por isso fiquem de olho!
    3. O Prazo para postar a metida de colher na nossa página no Facebook no post CONCURSO QUEM METE A COLHER MELHOR – HISTÓRIA é 6/8/2015
    4. Vamos dar o ok – inscrito, para os 10 primeiros comentários com a frase QUERO ENTRAR NO CONCURSO
    5. Após o ok a lista dos participantes será divulgada aqui no blog Mete a Colher
    6. O conselho/metida de colher que ganhar mais curtidas (no Facebook) será o vencedor
    7. O prêmio será o livro (e-book) – Mete a Colher o livro – Os nove maiores motivos de briga entre os casais
    8. A história +melhor metida de colher serão postados no blog, com os devidos créditos para o melhor metedor
    9. O ganhador do concurso será anunciado dia 10/8/2015 e a postagem irá ao ar no blog também nesta data
    10. Metam a colher pra valer , pois a história que vamos postar é real e o internalta que precisa de ajuda nos autorizou a fazer isso
    11. Os conselhos com xingamentos e ofensas serão automaticamente desclassificados. Se entendemos que o conselho é ofensivo, vamos desclassificar o participante imediatamente.

    Meu marido virou uma geladeira e passamos semanas sem transar

    31.07.15 Postado por Ísis Toth | Categoria: E-mail do internauta

    geladeira

    Olá, Neguinha e Môre. Tdo bem? Acompanho vocês a milênios, rsrsrs e me divirto muito com os posts. Hoje é minha vez de pedir um help. Sou casada há dois anos, mas contando desde o namoro são 10 anos juntos. Logo depois que casei descobri que tinha sido traída pouco antes de casar. Isso fez com que tudo de bom que estava acontecendo no início do casamento fosse por água abaixo, passamos por uma fase péssima, fiquei muito chateada, não aceitava nenhum carinho e muito menos contato sexual. Depois de alguns meses decidi perdoá-lo, porque ele se mostrou realmente arrependido e então começamos a tentar consertar tudo, mas meu comportamento não era mais o mesmo, tudo era motivo de discussão, foi então que descobri que estava com depressão. Procurei um médico e estou tratando e graças a Deus voltei a ser o que era antes, bem humorada e tranquila. O problema é que agora ele parece desinteressado, não me procura com frequência (às vezes passamos semanas sem transar), já questionei e ele disse que é porque é sempre tudo do mesmo jeito, que caiu na rotina. Já tentei fazer diferente, lingerie, brincadeiras e tal, mas sinto que ele está no automático. Também já perguntei se ele não me ama mais e falta coragem para falar, mas ele respondeu que me ama muito e que não quer viver sem mim Sei que ele não está me traindo novamente, porque trabalhamos de casa, passamos o tempo todo no mesmo ambiente (também já perguntei se é isso que está atrapalhando e a resposta que recebi é que não). Então, o que eu posso fazer? Metam a colher, please!

    Abraços!

     

    Querida leitora, seja bem vinda!

    Acredito que uma traição desta proporção, não deve ser perdoada assim facilmente, mesmo que ele chore lágrimas de sangue e peça perdão de joelhos. Ainda que você decida perdoar em algum momento, o cara não pode ficar sem uma boa lição, pois assim você mostra pra ele que se pisar na bola de novo vai ter consequências. Dizer que perdoou e voltar atrás dando chilique é inaceitável e foi neste ponto que seu casamento se perdeu! Resultado, uma bela depressão e um casamento quase acabado. O que você fez neste relacionamento inteiro foi facilitar tudo para ele e agir como a culpada. Espere aí quem traiu foi ele, e você age como culpada? Concorda que a posição dele ficou cômoda demais?

    Não adianta, você pode plantar bananeira neste esforço de salvar o casamento, seu marido vai continuar na mesma inércia,  simplesmente por ter absoluta certeza que você vai estar aí pra sempre aceitando tudo. Tire essa certeza dele e nunca mais devolva.

    Pare de perguntar  o que está acontecendo, se ele não te ama ou se está te traindo. Pare de se dar de bandeja, simplesmente o ignore por algum tempo. Você parece aqueles funcionários de lojas que andam com um colete escrito, COMO POSSO TE AJUDAR? Deixe de ser boazinha! Fique mais alegre ainda, cuide-se acima de tudo, não trate ele mal, mas permita que ele deixe de ser o centro das suas atenções por um período. Mudar na cama não resolveu? Então pare de insistir e forçar a barra, simplesmente se afaste, aja como ele, seja fria também e dê espaço para ele pensar e sentir a sua ausência. Vocês trabalham juntos e isso é muito ruim, pois os dois perdem o espaço e a privacidade. Se tiver uma oportunidade de trabalhar em outra coisa ou em outro lugar, vá sem medo. Tire umas férias sozinha, saia com as amigas sem hora pra voltar, encontre uma atividade muito legal para se dedicar ou faça um curso.

    Tenha vida e brilho próprio. Quando fizer tudo isso, não fique dando mil explicações, não faça com tom de vingança e não levante suspeitas exageradas, ele pode entender que você está com outro. Faça tudo sutilmente ele pode até saber onde você está e com quem, mas sem muitos detalhes, apenas diga, tchau, estou indo, fui!!! Sem mimimi e sem ligar a cada 5 minutos para dizer onde você está e o que você está fazendo.

    Jamais faça ameaças que você não vai cumprir, portanto, não diga que vai embora ou que vai mudar a partir de hoje, fale menos e aja mais e pare de discutir relacionamento. Mostre a mudança na sua atitude.

    Ele tem certeza que pode fazer o que quiser e você simplesmente vai aceitar. Sabe que você se presta ao papel de viver com migalhas, e que sempre vai ser perdoado. Daqui a pouco vai te deixar morrer a mingua de tanta carência, tome uma atitude antes que isso aconteça e tire esse poder da mão dele.

    Quando você começar a se valorizar, ele talvez mude o comportamento e tome uma atitude para não te perder. Se depois de tudo isso ele não mudar, você vai ter que que encarar a verdade, repensar sua vida e decidir se vai continuar com esse casamento ou não. Lembre-se, tem muita coisa lá fora para ser vivida, permita-se e acima de tudo se respeite. 

    SEJA VALIOSA e leia o texto Conselhos de Puta Velha, agora! 

    Beijos e boa sorte. 

    Isis

    Ísis-Toth

    Minha esposa não para de engordar e estou perdendo o tesão!

    30.07.15 Postado por Ísis Toth | Categoria: E-mail do internauta

    esposa gorda

    Ola povo!

    Tenho 25 anos e praticamente um ‘’casamento’’ a quase 3 anos, amo minha mulher, sei de TODAS qualidades dela, porém estou passando por um problema que sei que não sou o único, li vários relatos, mas quero chamar atenção aos meus detalhes!
    Sabe como é, casa = engorda, porém isso foi desde o começo, ela é uma mulher linda, mas não se cuida, pago nutricionista, academia, treinamento funcional e nada!

    Ja esta com 86kg e aumentando, o pior é que fala em ter três filhos! Se com a idade que esta (22) e sem ter filhos já não consegue perder peso, imagina depois!
    Onde esta o drama da história? Óbvio que ganhei peso também, mas me puxei, academia e tudo mais e perdi vários quilos! Mas ela sequer isso fez!

    Dou tudo que posso, ela não trabalha, não estuda e nem pra se cuidar, já conversei com ela, EDUCADAMENTE, da forma mais delicada e sutil possível, mas não adianta, não muda!
    Eu me sinto mal por estar mal com ela assim (confuso né?hehehe), por não ter mais tesão nela, as vezes fico até mais tarde no trabalho pra chegar ‘’cansado’’ e dormir.
    Casal o que posso fazer? Chuto o balde? Sofro e procuro alguém que me de o que procuro? Tento mais um milhão de vezes?
    Sei do meu sentimento por ela, mas ultimamente ela é uma grande amiga.
    Obrigado e sucesso ao canal!

    Querido leitor,

    Não sei qual é o IMC da sua esposa, portanto, não posso afirmar que ela é obesa, pelo que você relata se ela não for, está muito próxima de ser. Você sabia que a Organização Mundial de Saúde considera a obesidade uma doença? Partindo deste princípio e considerando que a sua esposa está exposta a esse risco, eu te pergunto: Você acha mesmo que uma pessoa engorda porque quer? E acha que isso é motivo suficiente para cogitar "chutar o balde", como você mesmo diz?

    Imagine você obeso ou com qualquer outra doença e sua esposa, apesar de dizer que te ama, cair fora dizendo: Não vou suportar isso! O tesão acabou!

    Existem gordelícias lindas e saudáveis, mas existem algumas que estão simplesmente se matando e isso é que precisa ser questionado. Já escrevi sobre o quanto o orgulho plus size é questionável e sobre o quanto essa apologia a obesidade está colocando vidas em risco. Quem quiser ler mais acesse os links Orgia Alimentar I e  II. Entendo também que a sociedade, por total falta de informação, é cruel demais com quem está acima do peso e talvez todo esse movimento, que já é quase uma militância pró obesos, seja um mal necessário para que esse preconceito acabe e para que as pessoas se aceitem e sejam aceitas.

    Você sabia que a obesidade, além de outras coisas, tem origem inconsciente? Esse problema se inicia no período da amamentação, explicando a grosso modo, é como se o indivíduo ficasse preso naquela fase sem conseguir sair, justamente a fase em que a boca é a principal fonte de contato dele com a mãe e o mundo exterior, como está preso lá e não pode ficar a vida inteira grudado no peito da mãe, na vida adulta as pessoas arrumam algo para suprir essa carência, no caso do obeso o substituto para o leite da mãe é a comida. Isso explica porque não adianta aconselhar e pagar academia, a pessoa simplesmente não consegue tomar uma atitude em favor de si, pois como a origem do problema está na parte de baixo do ice-berg (veja figura abaixo) ela não consegue motivação suficiente para fazer dieta. A pessoa sabe que precisa emagrecer, até tenta algumas alternativas, mas simplesmente não consegue. Para quem olha de fora parece que é falta de esforço, indisciplina e relaxo, mas na verdade não é. Os anoréxicos, drogados, fumantes e alcoólatras também tem o mesmo tipo de fixação.

    Esta  imagem  reflete bem o que é o nosso inconsciente e como ele é muito maior que o consciente, por isso, governa a maioria dos nossos comportamentos.

    Lembrando que as pessoas que conseguem emagrecer com dieta, conseguiram de alguma forma enfraquecer essa fixação, mas vocês já perceberam quantos obesos conseguem emagrecer e depois engordam em dobro? Isso acontece porque a raiz do problema não foi eliminado completamente. Esse processo é feito de forma eficaz somente com o acompanhamento de um Psicanalista ou terapia que melhor melhor se adequar a cada indivíduo.

    Além de acompanhamento psicológico, você não mencionou se sua esposa já procurou um Endocrinologista, isso também é essencial para tratar a parte fisiológica.

    Sei que isso tudo pode ser novo para você, mas acredito que só a informação pode nos ajudar entender alguns problemas com menos preconceito, por isso, resolvi mostrar tudo isso, não só para você, mas para todos que acompanham o Mete a Colher, pois acredito que essa informação é de utilidade pública e poucas pessoas tem acesso.

    A má notícia é que 90% dos humanos, em maior ou menor escala, tem esse tipo de fixação e a boa notícia é que esse problema pode ser solucionado com ajuda profissional, desde que a pessoa queira se ajudar. Você disse que ela, mesmo sendo muito jovem, não está estudando e também não trabalha, você não explica a razão, mas será que isso também não tem ligação com a obesidade, afinal quem está acima do peso, às vezes parece muito feliz, mas na verdade não quer se mostrar para o mundo e acaba se isolando.

    Estou aqui pensando, de nada vai adiantar escrever tudo isso se o seu amor não for suficiente para encarar essa batalha ao lado da sua esposa. Aliás, a palavra amor está banalizada demais nos dias de hoje, pois quem ama, ama em qualquer circunstância. As pessoas namoram, casam e se relacionam achando que amam, mas na verdade estão apaixonadas, por isso os relacionamentos não tem força suficiente para sobreviver diante da adversidade.

    Se você ama sua esposa como diz, agora é hora de provar isso, ficando ao lado dela ajudando-a a superar as dificuldades. Qualquer um pode passar por esse problema!

    Volte para nos contar o desfecho desta história

    Boa sorte!

    Ísis

    Ressalto que as informações postadas aqui não valem como tratamento e  são baseadas em estudos sobre as fases libidinais infantis observadas por Sigmund Freud, contidas na coleção Obras Completas de Freud, Volume XVIII.  Não tenho o intuito de aprofundar ou divulgar informações técnicas, que de nada poderiam ser úteis para leigos, mas acredito que alguns tópicos precisam ser divulgados mais democraticamente para que as pessoas tenham acesso ao tratamento correto. Não se trata de uma verdade absoluta, e em todos os casos é recomendado o tratamento psicológico que melhor se adequar a cada indivíduo ou contexto.

    Ísis-Toth

    PERERECA EM CRISE? NÃO TENHO MAIS VONTADE DE TRANSAR COM MEU MARIDO

    29.07.15 Postado por Ísis Toth | Categoria: E-mail do internauta

    perereca editada 2

    Olá Isis,

    Tenho 40 anos, amo meu marido, mas meu desejo sexual acabou. Ele é maravilhoso, temos um casamento super sólido de 12 anos, mas de um tempo para cá, sem que nada tenha acontecido eu simplesmente perdi meu interesse por sexo, minha lubrificação também diminuiu muito, ainda não estou na menopausa e meus hormônios estão ok, segundo minha ginecologista, ela também me recomendou um lubrificante que ainda não comprei. Meu marido não sabe o que acontece comigo, ele quer sexo todo dia e tem sido um sacrifício transar com ele, mas gosto muito de estar com ele, amo ele demais e transo mesmo sem vontade. Não sei o que fazer, me ajuda?

    Olá querida leitora,

    Consulte uma segunda opinião médica e tenha certeza absoluta que esse problema não é fisiológico. Uma vez descartadas todas as possibilidades físicas, busque ajuda profissional (psicanalista/psicólogo) pois seu problema pode ser psicológico.

    Quanto ao seu sacrifício em ter que transar com o marido, acredito que até ter certeza do que está acontecendo, não deve compartilhar esse problema com ele. Se não te agredir demais ou te causar dor, por que não fazer um sacrifício? Se o problema for só lubrificação, existem ótimos lubrificantes no mercado. Afinal se ele for ótimo como você diz, merece que você se doe um pouco mais.

    Se o problema não for só a lubrificação e sim química, se não suporta mais o cheiro, beijar e tocar o seu marido, é melhor você repensar se seu casamento é tão feliz assim como você fala e se vale a pena continuar desta forma, afinal sexo não é tudo em um casamento, mas é uma parte importantíssima e quando a química acaba, fica muito difícil.

    Uma vez investigada as causas do seu problema e com respostas concretas nas mãos, converse abertamente com o seu marido, pois ele vai precisar te apoiar nesta situação, mas tenha certeza se um simples lubrificante não resolve o seu caso, pois não tem nada pior para um homem que a dúvida se é desejado ou não pela mulher. Não coloque ele dentro de uma crise que pode ser só sua! Nem tudo é pra contar para o marido. Se ele perguntar porque está usando lubrificante, diga que quer provar algo diferente, aproveite e faça algo diferente de fato!

    A rotina massacra a vida  sexual de casais, se não houver um esforço consciente para que vocês tenham um tempo dedicado a isso, o sexo acaba e o casamento se desgasta. Às vezes é preciso forçar um clima, sair de casa e fazer algo fora do usual, mesmo sem vontade. Só de mudar o ambiente muitas vezes o tesão volta. Então faça algo novo, vá em um motel, realize uma fantasia dele, faça uma surpresa com um lingerie novo, enfim jogue uma pimenta nesta relação e não se acomode na rotina. Já que ele é tão ativo sexualmente, vai adorar!

    Sempre aconselho fazer algo novo quando as coisas não estão bem, isso movimenta a energia parada e abre novas perspectivas que você nem imagina existir. 

    Não desanime e cuide do seu casamento com carinho. Quero que você volte para nos contar o resultado, ok?

    Beijos e boa sorte!

    Ísis

    Ísis-Toth

    Sou casado e me apaixonei por outra mulher. O que devo fazer?

    29.07.15 Postado por Ísis Toth | Categoria: E-mail do internauta

    homem em dúvida

    Boa noite Morê e Neguinha, acompanho seu blog diariamente. Gostaria de compartilhar minha situação, me chamo “R”, e tenho 27 anos tenho um relacionamento com uma menina (minha primeira namorada) desde os meus 14 anos de idade, tenho uma filha com ela. Sempre nos demos muito bem e algumas traições por parte dela e minha mas tudo superado com conversa. O problema é que conheci outra mulher há uns  meses atrás e o pior de tudo ela é casada, e já tentou separar duas vezes do marido dela e o mesmo não aceita de forma alguma. Estou apaixonado por ela e ela por mim pois é facilmente perceptível, e a minha esposa ao longo do tempo me fez perder o interesse por ela pois não quer saber nem de estudar, trabalhar e muito menos ser dona de casa pois passa o dia escutando música deixando tudo a desejar. Recentemente passei em um concurso para a polícia civil de um estado vizinho e isso fez outro inferno na minha vida, pois ela não aceita a minha nova profissão e acha que deveria voltar para a minha antiga que era zelador. Por outro lado a outra me trata super  bem e me apoia em tudo que faço, ela faz planos pra nós dois e tudo mais. O que eu faço gente separo e me entrego a esse novo amor com todas os riscos ou continuo e tento em um casamento falido?

    Obrigado pela atenção beijo a vcs

     

    Olá querido R, 

    Você tem uma decisão difícil nas mãos. Meu papel não é dizer vá por esse ou aquele caminho, mas posso ajudá-lo a racionar com mais clareza para que você consiga  perceber sozinho qual é a melhor decisão a ser tomada.

    Você pensa em terminar o seu relacionamento para se entregar a um novo amor com uma mulher casada que ainda não se separou? Você acha que essa é a motivação correta para se separar?

    Tem outro detalhe importante a ser considerado, você diz no seu e-mail que sua amante tenta se separar do marido, mas não consegue. Será que ela não consegue ou ela não quer? Essa desculpa de que ele não aceita a separação está meio esfarrapada.

    Adoraria ouvir o lado da sua esposa. Por que será que está tão desmotivada? É muito fácil julgar a situação partindo do seu ponto de vista e execrá-la, dizendo que ela é uma acomodada culpada por seu relacionamento falido, mas no momento, quem está traindo é você, certo? E nenhuma atitude dela, por pior que seja, justifica a sua traição, afinal se o relacionamento não estava bem,  você poderia ter optado por se separar antes de traí-la, concorda?

    Muitas vezes colocamos toda a culpa no outro, mas é importante dividir responsabilidades, pois os dois são igualmente responsáveis pela falência ou sucesso do casamento. Existem maridos e também mulheres que não fazem nada para melhorar a convivência e querem  que o outro tome uma atitude. Diante da crise, optam por trair ao invés de tentar salvar o casamento.

    Estar junto com alguém exige dedicação, altruísmo e muito diálogo. Você já perguntou para a sua esposa, sem tom de cobrança e crítica, porque ela ouve música o dia inteiro? Já ouviu o lado dela tentando entender porque ela está tão acomodada e infeliz com a possibilidade de mudar de estado? Fez algo para ajuda-la a sair desta inércia? É muito fácil abandonar o barco quando o outro não está bem!  

    Muitas vezes confundimos amor com paixão e neste estado de confusão conduzimos nossa vida e tomamos decisões precipitadas. Lembre-se que a paixão tem prazo de validade e se você optar por  ficar com a outra, o que você pensa em fazer quando essa paixão acabar? Vai procurar outra amante? E aí o ciclo vicioso não acaba nunca? E esse amor que você diz sentir vai ser suficiente para segurar o relacionamento, caso ele entre em crise? Pois relacionamentos fatalmente tem altos e baixos e entram em crise!

    Entendeu que a questão maior não é se separar ou não, mas entender se você tem condições para partir para outro relacionamento disposto a fazer a sua parte para que ele dê certo.

    Seja qual for sua decisão, após anos de crise em um casamento que você chama de falido, o que você tem de bom para oferecer para essa mulher que você diz ser o seu novo amor? Se o problema estiver em você, concorda comigo que ele vai te acompanhar onde você for e com quem quer que esteja? Resolva primeiro seus conflitos internos, reavalie suas atitudes e depois decida o que é melhor para você.

    Não tome decisão alguma baseado em paixão e tesão, pois isso não é suficiente para manter um relacionamento.

    Você parece estar buscando crescimento profissional e mudanças na vida, isto é muito legal, busque esse crescimento também no aspecto emocional e encontre a motivação correta para se separar ou não.

    Seja honesto com você, viver ao lado de alguém infeliz é péssimo, mas carregar problemas mal resolvidos para um novo relacionamento pode ser a receita certa para outro fracasso.

    Boa sorte!

    Ísis Ísis-Toth

    Minha esposa gordelícia faz xixi na hora de gozar e não geme! O que eu faço?

    28.07.15 Postado por Ísis Toth | Categoria: E-mail do internauta

     

     

    plus size

    Olá boa tarde,  

    Me chamo M R e adoro as mulheres gordinhas! Tenho 26 anos e sou casado com uma gordelícia.  

    Desde o namoro todas as vezes que ela chega ao orgasmo, ela se urina toda! isso mesmo; todas as vezes.  Já fomos em 2 médicos e eles falaram que é “normal”. Eu adoro isso, pois ela não menti quando fala que gozou.                                                      

    Também tem outra coisa ela não geme, quando indagada ela fala que na hora do prazer não consegue falar nada, só tremer as pernas!

    o prazer é visível  mas sem sonoridade. uq eu faço? 

     bjus adoru e acompanho vcs

    Ola querido M R,

    Crescemos tendo como referência de prazer sexual  as caras e bocas das atrizes de filme pornográfico, na vida real as coisas são bem diferentes. Sua esposa gordelícia goza até urinar e você ainda quer que ela gema? O que mais você quer  para ter certeza que ela está tendo prazer com você? 

    Os médicos  disseram que é normal urinar na hora do orgasmo, você disse que adora, mas no seu texto você usou aspas para escrever normal. Se é "normal" para você, por que colocar entre aspas? Se quiser saber mais sobre isto, o seu lapso na escrita, em psicanálise se chama ato falho e quer na verdade denunciar algo que não está no seu consciente. Investigar estes lapsos a fundo com um profissional pode revelar muito sobre você e seu relacionamento.

    Por que essa necessidade de ter uma prova que ela está gostando do sexo? Não será isso um problema muito mais seu do que dela? 

    Você diz que ela tem prazer, mas e o seu prazer e autoestima como estão?

    Será que não está querendo sabotar o seu relacionamento? Sabe quando esta tudo tão bom que precisamos achar um problema?

    Prazer é pessoal, não tem padrão, não tem regra e não deve se limitar ao mundinho da indústria porno, portanto, relaxe e supere a sua insegurança, pois com relação a sua gordelícia é provável que esteja tudo bem. Basta agora saber se está tudo bem com você.

    Boa sorte!

    Ísis

    Separador blog 2

    Curiosidade: Dois cientistas ingleses, submeteram 71 mulheres a uma pesquisa e afirmam, no trabalho registrado na edição mais recente da “Archives of Sexual Behavior”, que as chamadas vocalizações copulatórias - definição técnica dos gemidos e gritos emitidos durante o sexo - são uma espécie de manipulação feminina, 66% das entrevistadas afirmaram que usam este recurso para acelerar a ejaculação do parceiro, visando evitar desconforto, tédio ou cansaço. Os cientistas também destacam que 92% das participantes deixaram bem claro que as vocalizações (gemidos) impulsionam a autoestima de seus parceiros e 87% delas reconheceram que as emitem com este propósito.

    Leiam mais em: http://oglobo.globo.com/sociedade/saude/e-hora-de-os-homens-saberem-os-gemidos-femininos-sao-uma-tatica-4310395

    Traí meu namorado com dois caras diferentes, não suporto a dor na consciência e preciso de uma opinião.

    27.07.15 Postado por Ísis Toth | Categoria: Dicas, E-mail do internauta

    mascara

    Olá Casal

    Venho querendo compartilhar minha historia com vcs, a muito tempo, pois sou uma pessoa muito fechada e esta situação em que passei ninguém até hoje sabe por completo. Eu namoro a quase 7 anos, com uma pessoa super bacana, comecei a namorar com ele quando tinha 15 anos, era muito nova e gostava de uma outra pessoa que havia me relacionado antes dele. Essa pessoa me magoou muito, e acredito que foi por isso que sempre achava que ele era o amor da minha vida. Comecei a namorar com o B… meu namorado pois ele gostava muito de mim, batalhou muito pra ficar comigo e sofreu tb. Mas o problema foi que depois de 1 ano trai ele, com o cara que eu sempre achei que eu gostava, e esse cara também namorava, nós saímos diversas vezes, e prometíamos que iríamos ficar juntos, só que nem eu nem ele conseguíamos terminar com nossos respectivos namorados, até que um dia eu dei fim em tudo isso, pois sentia que meu sentimento por ele (meu amante) já não era mais o mesmo e continuei com meu atual namorado, sem ele nem sonhar com isso tudo, neste meio tempo a namorada dele (meu ex amante) engravidou, e ficamos um bom tempo sem ter nenhum contato até porque deixei bem claro que não queria acabar com nenhuma família, ele foi morar junto com sua namorada e eu continuei a namorar com o meu namorado e até noivamos, só que tive recaída duas vezes pois fiquei muito triste pela gravidez da namorada me senti mais confusa ainda, e o beijei duas vezes. No ano passado meu antigo “amante” se separou da namorada dele e começou a vir atrás de mim novamente,  dizendo que havia se separado dela por que me amava e queria ficar comigo e não iria desistir de mim, no começo eu resisti, disse que era muito tarde que eu estava muito feliz e que não acreditava nele, quando isso tudo aconteceu eu cai na realidade que aquele amor que sentia por ele não era tudo aquilo, mas mesmo assim ele vinha atrás de mim até que um dia eu cedi, ficamos 4 meses juntos de novo, mas eu não conseguia terminar com meu namorado, pois sentia com certeza algo por ele, na realidade estava confusa, pois não sabia o que sentia nem por um e nem por outro. Meu namorado não ficou sabendo exatamente que eu o trai, mais ele sabia que eu estava confusa, e sabia quem era o meu suposto “amante”, conversou comigo diversas vezes foram meses difíceis, ele falou que se eu terminasse ele me entenderia ele só não queria ser enganado, mas eu não queria perder ele, até que um dia não aguentei e terminamos, nesta mesma semana pedi um tempo pro meu amante também, pra eu poder pensar em tudo o que estava acontecendo na minha vida, na sexta feira desta mesma semana eu e meu namorado nos beijamos e conversamos e senti que era com ele que queria ficar, no sábado, tive uma festa da faculdade, fui sozinha muito transtornada com tudo isso que estava me acontecendo, eu acabei bebendo de mais e ficando com um menino que estava dando em cima de mim. Na semana que passou terminei com meu suposto amante, pois percebi que eu nunca havia sentido amor por ele, era fogo, era a vontade que não consegui matar na minha adolescência e que tudo que fiz até ali foi uma tremenda besteira, conversei também com o rapaz que fiquei na festa pedi desculpas, expliquei pra ele que estava passando por uma situação muito difícil e ele me entendeu e até viramos amigos. Percebi que era meu namorado meu noivo que eu amava, e prometi que nunca mais isso iria acontecer, só que hoje em dia fico muito mal com isso tudo, pois descobri que o homem de verdade que eu sempre amei foi ele, meu noivo que sempre me apoiou e me entendeu em tudo, e que eu não fui fiel a ele e me sinto culpada por ter feito tudo isso e ele nem sonhar. Tento de todas as maneiras ser uma ótima noiva, em todos os sentidos  e estou conseguindo ser muito muito feliz com ele. Só que minha consciência grita todos os dias, eu não quero nunca perder ele, mas será que faço bem traçar uma régua em cima de tudo o que aconteceu e seguir minha vida ao lado dele, ou seria melhor eu contar tudo a ele? O que talvez seria o fim do nosso relacionamento, o que eu não quero jamais. Eu sei que é uma historia totalmente confusa, mas hoje tenho certeza dos meu sentimentos. Tive que passar e fazer muitas burradas pra aprender, mas hoje sei exatamente o que quero pra minha vida.

    Desculpem pelo longo texto, mas se vcs puderem me dar uma simples opinião agradeço! Beijos, adoro o blog de vcs!!!

    Olá querida leitora,

    Você tem duas opções. Passar o resto da vida com a máscara da mentira e a consciência pesada ou contar a verdade assumindo as consequências dos seus atos. Perceba que em qualquer uma das opções você pode perder seu namorado.

    Que confusão é essa na sua cabeça? Você achava que o ex que te magoou era o amor da sua vida, agora você acha que o amor da sua vida é o atual. No meio disto tudo ainda tem um ficante que virou amigo, será que daqui a pouco você também não vai chegar a conclusão que é ele que você quer?

    Pare por um momento e olhe para você, se possível vá no espelho. Será que você tem mesmo o perfil de quem quer ter um relacionamento sério com um único amor? Será que não está mentindo para você mesma tentado posar de boa menina? Será que não tem um vulcão ai dentro querendo entrar em erupção?

    Sofremos desde a infância influências da sociedade nos dizendo o que é certo e errado. Crescemos ouvindo que a mulher precisa ser fiel, ter um homem, se casar e ter filhos. A consequência de tudo isto é essa confusão emocional, esse eterno vazio que não sabemos com o que preencher, onde não sabemos quem somos e o que queremos.

    Descubra quem você é de verdade sem máscaras e tome a sua decisão baseada no seu desejo verdadeiro e não no que os outros determinaram que é certo para sua vida.

    Lembre-se que não se brinca com o sentimento alheio e que as pessoas não são marionetes que você manipula como bem entender. Uma hora o resultado de toda essa traição pode se virar contra você. Leve esta lição para a vida e toda vez que pensar em se envolver em uma confusão destas, lembre que você pode ferir os outros e a si mesma. Sem contar que no meio de tudo isto você perde energia e um tempo valioso que poderia estar sendo dedicado a algo construtivo de fato como, por exemplo, estudos e carreira. A vida não pode se resumir apenas em relacionamentos com o sexo oposto, tem muitas outras coisas que precisam de atenção, em especial quando somos jovens.

    Não vou te dar lição de moral ou te julgar, todos erramos e temos momentos difíceis, mas uma hora é preciso crescer e fazer escolhas equilibradas, gastando energia com o que realmente é importante. Também não vou te dar a resposta que você espera receber, isso porque a resposta para esse problema está dentro de você e você já sabe qual é.

    Boa sorte!

    Ísis

    Cansada de ser a outra? Conselhos de Puta Velha para as Amantes – texto II

    24.07.15 Postado por Ísis Toth | Categoria: Conselhos de Puta velha, Dicas, Ísis Toth

    1

    Em Primeiro lugar, vamos deixar a hipocrisia de lado,  é preciso admitir que qualquer pessoa mal caráter ou não pode se envolver em um triângulo amoroso e isso não quer dizer que ela seja necessariamente uma vadia desprovida de moral.

    Pior que a ilusão da esposa em acreditar que não é traída é a ilusão da amante em acreditar que um dia terá o homem casado só para ela. Olhando para os fenômenos cotianos e para todos os e-mails com amantes pedindo socorro enviados ao Mete a Colher, resolvi escrever esse texto.

    Conselhos de Puta Velha para as amantes desesperadas

    Por que tanto mimimi? Se decidir ser amante, assuma todas as limitações e riscos deste tipo de relacionamento. Você dificilmente será a titular, sempre vai ter um homem pela metade, não vai ser prioridade e vai passar aniversário, férias, natal e ano novo sozinha.

    • separador 3
    • Coloque-se por um momento no lugar da esposa, ela pode não ser aquela megera péssima de cama que o marido insiste em dizer que não tem mais relações sexuais e só está junto por causa dos filhos.
      • separador 3
    • Uma coisa é se apaixonar por um homem casado por acidente, outra coisa é estar nisto por mero prazer em destruir o relacionamento dos outros. E se a esposa traída fosse sua mãe, você iria gostar?
      • separador 3
    • Não acredite nas promessas de um homem que traiu a própria esposa. Entenda de uma vez por todas, um homem casado dificilmente deixa a família para assumir a amante. O ideal para ele é manter as duas.
      • separador 3
    • Você não é a amante por ser melhor que a titular, mas por ser diferente. Se amanhã você se tornar titular ele também vai querer uma diferente. Hoje ele trai a esposa, amanhã ele trairá você.
      • separador 3
    • Algumas mulheres nasceram para ser amantes e às vezes passam a vida inteira conformadas com este papel. Além de ser amante já pensou em ser outra coisa? Ter outros prazeres, metas e atividades pode ser bom e abrir novos horizontes, em especial se a sua relação envolver dependência financeira.
      • separador 3
    • Digamos que o improvável aconteça e ele resolva deixar a esposa para ficar com você. Você vai ser feliz? Vai suportar a malcriação dos filhos dele e ter confiança total no seu taco? Você vai ficar confortável cada vez que a ex ligar de madrugada para dizer que o filho está no hospital?
      • separador 3
    • O inevitável aconteceu e ele optou por terminar com você e ficar com a esposa, o que fazer? Agora é hora de encarar a realidade que você não quis ver antes e seguir em frente. Nada de fazer escândalos,  esquartejar os gatos dos filhos dele ou arranhar a lateral do carro da esposa. Seja digna e saiba perder com classe, a família dele não tem culpa, você é responsável pelas próprias escolhas e entrou nesta porque quis.
      • separador 3
      • A história acabou, e agora? Uma vez digerida a rejeição, está difícil seguir a vida, conhecer gente nova e se perdoar por tantas burradas? Comece a mudança dando valor a si mesma, não fique com qualquer babaca por carência, pare de se contentar com menos. Seja racional, tome decisões em seu favor e se apoie, não espere apoio dos outros. Agora você tem a opção de fazer melhores escolhas. COLOQUE VOCÊ EM PRIMEIRO LUGAR!
        • separador 3
      • As relações humanas são complexas demais e não podemos colocar pessoas em uma caixinha rotulada. É claro que existem histórias com final feliz, homens sinceros e mulheres que amam de verdade por mais tortas que pareçam ao olhos da sociedade. Infelizmente a realidade mostra que essas histórias são raras e que a maioria das mulheres que se envolvem em histórias assim saem muito feridas. 
      • Leiam também o texto Conselhos de Puta Velha.

     traiçãoÍsis-Toth

    Socorro! Ele não me quer! O que eu faço?

    23.07.15 Postado por Ísis Toth | Categoria: E-mail do internauta

    amor próprio

    Olá, tenho 21 anos e gostaria de compartilhar com vocês uma experiência vivida recentemente. Conheci um rapaz através de amigos em comuns em um churrasco, onde nos conhecemos, e houve uma sintonia muito boa e parecida, e … acabou rolando alguns beijos. No outro dia surgiu uma solicitação de amizade no facebook, claro, eu aceitei! Em seguida começamos a nos falar todos os dias, nos víamos quando dava, a maioria das vezes dava, rs.. Comecei a perceber algo muito estranho dentro de mim. Uma mensagem, uma ligação, um beijo, um abraço, um sorriso… tudo mexia comigo! Sim, eu estava apaixonada. Durante 2 meses nós ficamos  ‘’sério’’, mas eu nunca gostei dessa tal situação. O ‘’FICAR’’ permitia com que ele ficasse com quem queria e se apaixonar por quem quisesse. Chegou um dia que conversei com ele e achei justo com o meu sentimento ser transparente e dizer que não queria mais esta situação, que se não fosse para termos algo mais sério que gostaria de me afastar dele. Bom .. Ele me pediu em namoro, claro… coloquei o rapaz na parede, rs. Mas, eu senti ele confuso, foi um pedido de namoro vazio, porém fiquei toda boba e feliz. Na manhã do dia seguinte, indo ao trabalho, ele me mandou um texto no whatsapp dizendo que não sabia se era isso que ele queria e que desejava que eu encontrasse uma pessoa muito boa, pois eu merecia . Não preciso nem dizer que a minha manhã ficou péssima, não consegui nem o responder.   No horário do meu almoço, como ele fazia todos os dias ele me ligou, meu coração mandava eu atender, mas a razão implorava para que eu não atendesse. Mas, o coração falou mais alto e eu atendi. E ele foi logo dizendo : – ‘’ Oi, leu o que eu te mandei? Então, esquece tudo o que eu te mandei e eu não quero te perder’’.  Eu ainda chateada, dei um sorriso de lado e começamos a namorar. Um namoro tão leve e verdadeiro. Brigas simples, que resolvíamos no mesmo instante, foi tudo tão intenso!! Mas, um dia voltamos de uma viagem super cansativa, eu só queria descansar. E ele me chamou para ir ao cinema, e eu disse que não estava afim,  porque estava cansada da viagem. Em seguida me chamou para ir dormir fora, eu realmente estava cansada. E brigamos e nesta briga eu disse: – ‘’ Eu preciso de um tempo pra mim’’.  E … terminamos! E ficou assim, por orgulho ele não veio atrás e nem cedi. Comecei a ir para a balada com as minhas amigas, e vi que aquilo tudo era tão vazio, que eu queria o meu ‘’gordinho’’ de volta e que faria de tudo para que ele voltasse. Mas, infelizmente foi tarde demais, ele já esta vivendo uma vida na qual não queria mais sair, disse e diz que tem medo de voltar comigo e eu abandonar ele novamente. Aprendi muito com tudo isso, aprendi que valorizar o homem que você tem ao seu lado, é ESSENCIAL! Uma noite de filme, com ele hoje? Eu jamais trocaria por balada nenhuma. Precisei aprender da pior maneira. Hoje nos falamos quase todos os dias, ele não me ama e eu o amo, ele não me quer e eu o quero, ele quer a farra e eu não quero nada que não seja ele. Não é um sentimento de posse, é um sentimento que ultimamente anda machucando muito e que se eu pudesse tiraria do meu peito com as minhas próprias mãos. Estou aqui para dizer que  AMAR VALE MAIS QUE QUALQUER COISA! NÃO PERMITA PASSAR PELO O CAMINHO MAIS DOLOROSO PARA PODER VALORIZAR. NÃO DESISTE DO SEU RELACIONAMENTO NA PRIMEIRA PEDRA QUE APARECER!

    … Eu continuo tentando ou sigo a minha vida por mais difícil que esta sendo?

    Olá querida leitora,

    Vou começar te dando uma lição de casa, leia o texto Conselhos de Puta Velha , se possível faça isso todos os dias, até que você se aproprie completamente de cada item.

    Não estou entendendo o porque de tanta culpa! Pare agora com esse drama!

    É importante investir no relacionamento e muitas vezes é necessário abrir mão de algumas coisas, mas isso é muito diferente de se anular em nome do “amor”.

    Você tem indícios de que se respeita e se coloca em primeiro lugar, quando diz que está cansada para sair e precisa de um tempo para você, mas imediatamente entra em um turbilhão de culpa. Dizer sim para tudo e fazer o que não está com vontade, não é garantia de retribuição e aceitação por parte do outro. 

    Acorda gata! Abandone imediatamente essa posição de abnegada e vá curtir a sua vida e juventude. Encontre algo que gosta de fazer e mergulhe nisto, mude o foco e você vai ver que ainda é muito cedo para achar que está perdendo o amor da sua vida. Você está na idade de pensar em estudar, morar fora, viajar muito e conhecer gente. Vai ficar aí chorando pelos cantos porque o gordinho não te quer mais?

    Será que seu ex está com medo de ser abandonado novamente ou gostou tanto da vida de baladas que simplesmente não vê mais graça em namorar com você. Na verdade ele achou a deixa perfeita para cair fora, lembra lá no começo o quanto ele patinou para engatar um namoro com você? Será que algum dia ele quis de verdade esse namoro? É claro que ele nunca vai admitir isto e se puder vai te fazer sentir culpada. Isso é típico de manipuladores e você como um cordeirinho está caindo na manipulação dele. Aprenda uma coisa, quem ama de verdade  passa por cima de tudo para ficar com alguém e não fica dando desculpas esfarrapadas como ele está fazendo.

    Mude a sua postura, tenha firmeza no que faz e nas suas decisões. Mulher mole e submissa demais é repelente de homem, sabia?

    Ser independente emocionalmente é ser feliz sem depender do outro. Seja valiosa, tenha vida própria e outros interesses. Quando ele perceber isso vai achar que namorar com você é mais interessante que ficar na balada com os amigos. Entendeu o segredo? 

    Cuide de você, não por causa do ex, mas por você. Abra os horizontes, tem muita gente legal para conhecer por aí, mas com essa atitude de gata borralheira você não vai atrair ninguém.

    Pense em algo novo que você pode fazer agora  para elevar a sua autoestima e sentir-se melhor. Pode ser uma mudança de corte de cabelo, uma viagem, aprender algo diferente, não existe só balada na vida, sabia? Que tal se dar um presente que a muito tempo você está querendo? Agir assim vai fazer você movimentar essa energia parada e virar essa página, não só no campo sentimental, mas em todas as áreas. 

    Pare de fazer deste cara o centro da sua vida. Você é o centro da sua vida e quem quiser que orbite ao seu redor e não o contrário!

    Você termina sua mensagem dizendo que amar vale mais que qualquer coisa, vou terminar a minha dizendo: AMOR PRÓPRIO VALE MAIS QUE QUALQUER COISA.

    Bjs

    Ísis

     

     

    Minha vagina dói muito quando tenho relações e nenhum médico me ajuda.

    22.07.15 Postado por Ísis Toth | Categoria: E-mail do internauta, relacionamento a dois

    dor durante o sexo

    Isis, preciso da sua ajuda! O que será que eu tenho?

    Tenho 25 anos e já a algum tempo sinto muitas dores durante a relação sexual. Sou de estatura mediana e meu namorado também, o pênis dele é normal, mas a hora do sexo tem sido um pavor para mim, sinto dor, ardência e chego a pensar que não gosto mais de sexo, muitas vezes fico irritada com meu namorado também, ele não sabe que estou com dores, tenho medo de contar e ele achar que estou doente. Estou muito insegura em consultar um ginecologista, da última vez além de não resolver meu problema o médico quase me engoliu quando disse que não uso camisinha, pô namoro o mesmo cara há 5 anos, realmente não usamos camisinha. Depois desse episódio fiquei com medo de consultar outro médico, sinto um constrangimento enorme em expor meu problema e ainda correr o risco de ser detonada novamente. 

    Um beijo!
    Priscila

     

    Olá Priscila, obrigada por compartilhar sua história!

    Temos alguns pontos a considerar no seu pedido de socorro.

    Não cabe a mim especular o motivo da sua dor no momento do ato sexual, ok? Isso seria até imprudente, portanto, vou pular essa parte, pois somente um ginecologista poderia dar um diagnostico correto sobre o seu problema.

    Vamos olhar para você e aí sim acho que tenho algo para dizer que pode te ajudar.

    Ter medo do médico e se preocupar com o que ele vai pensar é uma atitude infantil. A imagem que me veio lendo seu e-mail foi de uma criança acuada indo tomar injeção, mas acontece que você é uma mulher.

    Chego a ter dúvida se esse seu relato de ser detonada pelo médico é real ou uma fantasia da sua cabeça. O médico é um profissional e não tem que passar a mão na cabeça de paciente, é claro que ele não pode ser um insensível desumano, mas também não é seu pai.

    Digamos que o médico realmente não tenha te atendido bem. Como você entra no consultório? Com medo e sentimento de culpa? Isso te torna instantaneamente uma presa fácil.  Vá para o consultório com a seguinte postura mental; estou aqui para me cuidar e ser bem atendida se o médico não me atender bem, simplesmente POSSO levantar e sair no meio da consulta e vou procurar outro médico, vou fazer isso quantas vezes for necessário até achar um bom profissional que me ajude, é direito meu.

    Use o poder de decisão que você tem nas mãos. Você está dando todo esse poder para um médico que nem te conhece, ele pode te julgar, te intimidar, te detonar, como você mesma diz.  E se ele te der uma bronca por  não usar camisinha, ele está certo! E por isso você vai se encolher embaixo da mesa dele em posição fetal, até sua mãe ir lá te buscar?

    Quanto ao seu relacionamento. Como você pode se agredir a ponto de ter relações sexuais desconfortáveis e não contar para o seu namorado? Após 5 anos de relacionamento você não tem intimidade suficiente para falar com ele? Que coisa estranha! Como está esse relacionamento? Isso é um relacionamento? Como parte deste processo de agir como uma mulher adulta, conte seu problema para o seu parceiro imediatamente e se ele te largar ou te julgar  por isso é sinal que é imaturo e não te merece, então, se for o caso, deixe-o ir enquanto é tempo antes que vocês se casem ou coisa do tipo.

    Essa dor é a *somatização de algo que seu psicológico não está conseguindo administrar, você precisa parar olhar para você e após tomar as atitudes práticas para cuidar do seu problema (ir ao ginecologista), você precisa investigar a fundo a causa deste sintoma também no aspecto emocional.  Busque um profissional, psicólogo ou psicanalista pois é importante saber qual é a causa do seu problema e identificar na sua vida onde mais você está tendo tal atitude infantil e se autossabotando. Se o físico e o relacionamento estão assim é provável que  as outras áreas, como profissional, por exemplo, não estejam lá essas coisas. Estou errada? 

    Aposto que tem mais coisa bagunçada aí nessa sua cabecinha que precisa ser resolvida e você precisa olhar isso com muita atenção e querer se ajudar.

    O que você acha que é uma simples dor no ato sexual é na verdade seu corpo e mente gritando por ajuda e chamando a sua atenção para olhar a verdadeira causa de tudo isso.

    Busque uma solução adulta, procure um médico agora mesmo e volte para nos contar o resultado, ok? Já marcou a consulta?

    *lição de casa - pesquise sobre somatização

    Um beijo!

    Ísis Toth

    Ísis-Toth

    Fui vitima de abuso por outra mulher

    22.07.15 Postado por Ísis Toth | Categoria: E-mail do internauta

    Olá meus amores! Antes de continuarem lendo os posts do Mete a Colher, gostaria de dizer que a partir de hoje estou contando com a ajuda de uma pessoa muito especial aqui no blog, a Ísis Toth. Vocês já devem ter lido algum de seus maravilhosos textos, então tenho a certeza de que essa super ajuda vai ser muito bem recebida por vocês também… Pra explicar melhor sobre os últimos acontecimentos, vou gravar um vídeo e postar ainda essa semana, ok?

    Então primeiramente gostaria de agradecer a Ísis, obrigada de coração pela força e incetivo que tem me dado durante as últimas semanas… muito, muito obrigada de coração! E em segundo lugar, gostaria que vocês recebessem a Ísis de coração aberto! Agora vamos deixar a conversa fiada de lado e vamos aos próximos posts! 
    abuso_infantil1

    Caro Casal,

    sei que o blog não é para esse tipo de relato, mas achei que seria uma maneira de alertar todos sobre uma questão que nunca vi nas mídias sociais: mulheres também cometem abuso sexual.
    gostaria de deixar claro que não sou um garoto que comeu uma menina por ser atirada demais, ou uma garota que “forçou a barra”. Hoje sou uma mulher com mais de 20 anos e fui abusada pela minha prima quando eu tinha apenas 6 anos.
    é injusto como eu me senti culpada por tanto tempo e como as pessoas ignoram isso. Contei sobre isso apenas para duas pessoas a vida toda: contei para minha mãe uns 4 anos depois do ocorrido, ela não ligou, imagino que tenha achado que era cosia de criança ou algo assim, já que minha prima tinha 13 anos ou que era coisa da minha cabeça de criança. Contei para o meu namorado no começo desse ano, esse tempo todo fiquei calada e não contei pra ngm.
    sobre o ocorrido: na época eu e minha outra prima de idade igual,irmã da prima que abusou de mim, brincávamos do que chamamos de “Príncipe e Princesa”. Basicamente fingíamos que uma era príncipe e a outra a princesa, o príncipe salvava a princesa e tinha uma espécie de cena romântica da disney. Mas, como sabíamos que era estranho duas mocinhas numa cena romântica, era uma brincadeira que fazíamos em segredo.
    um dia, minha prima, que viria a abusar de mim, me chamou num canto, sem ngm ver, me perguntou como era a brincadeira, expliquei por cima e ela disse que queria brincar comigo, mas eu não poderia falar pra ngm. Aceitei.
    era um dia que estavam fazendo faxina na casa dessas minhas primas,Minha prima então me levou para o quarto da minha tia, afirmando que limparíamos o quarto dela. Trancou a porta e lá me pediu pra fazer algumas coisas. Isso incluía coisas como tocar nas suas partes, beijar a boca e as partes dela. Até hoje não sei pq eu fazia aquilo tudo. Isso se repetiu em outro dia.
    deixei isso em segredo. Tinha medo e vergonha do que iriam falar. Seria a minha palavra contra a dela. E sempre há o julgamento de tantas formas que só tive coragem de falar isso abertamente para o meu namorado, que é também meu melhor amigo.
    mas o meu relato serve de alerta: não pensem que apenas os homens são estupradores, mulheres também o podem ser.
    hoje tenho uma vida normal, mas o meu maior medo é o abuso sexual. Apesar da minha prima ter sido a única pessoa que conseguiu, mais 2 homens tentaram (não de forma explícita, ou agressiva) e não quero vê-los nunca mais. Caso ocorra, não sei qual será minha reação.
    tudo isso teve uma posição tremendamente negativa. Superei a culpa, ignorei as memórias de td isso. Mas sempre com muito medo de que ocorra.Já pensei em procurar ajuda psicológica e um dia eu farei, quando eu tiver coragem de contar essa história cara a cara para outra pessoa.
      abuso infantil 2
      foto retirada do blog: http://www.verenafotografia.com/abuso-infantil-fotos-corajosas/

    Olá leitores do Mete a Colher, agradeço o acolhimento e o carinho que já tenho recebido de todos vocês. Quero dizer que estou muito feliz com essa oportunidade, prometo fazer o meu melhor e quero que saibam que podem contar comigo também.

    Neguinha, obrigada por confiar em mim! Além fã agora também sou sua parceira, isso é um luxo! 

    Conto com o apoio de todos vocês!

    Separador blog 2

    Olá querida leitora,

    Em primeiro lugar gostaria de agradecer por compartilhar essa história, ela vai servir como  alerta para alguns pais omissos que adotam os tablets e smartphones como babás e ignoram completamente o que se passa com os filhos que estão abandonados, carentes e totalmente perdidos.

    A tecnologia é excelente e necessária, mas as pessoas estão em uma espécie de hipnose coletiva com esses aparatos fora do limite e isso está sutilmente destruindo vidas, em especial a vida das nossas crianças e adolescentes.

    Acredito que quando isso aconteceu com você ainda não tinha tanta tecnologia, mas a omissão por parte dos pais e falta de informação era a mesma, pelo visto evoluímos muito pouco no que diz respeito a criação dos filhos.

    Sua prima, provavelmente foi abusada também e é tão vitima como você.

    Preciso ser honesta e dizer que você ainda não superou esse problema e precisa fazer algo com relação a isso o mais rápido possível. Olhe a sua frase: hoje tenho uma vida normal, mas o meu maior medo é o abuso sexual. Como pode uma pessoa que tem como maior medo o abuso sexual ter uma vida normal? 

    Só tem uma forma de superar a culpa e o medo de ser julgada, enfrentando esse fantasma com uma ação concreta. Você não poderá pular a fase de confrontar o problema e procurar ajuda profissional.  Olhe para frente e veja o futuro brilhante que você pode desperdiçar por estar mentindo para você mesma que tem uma vida normal. Você não pode mais mudar o que aconteceu, mas pode mudar a sua história daqui por diante. 

    Busque ajuda psicológica, se não quiser fazer isso por você, faça por seus filhos e pessoas que você ama. Um bom profissional vai te ajudar a elaborar esse trauma e vai acima de tudo te fortalecer para que você supere esse medo de que um abuso sexual aconteça novamente. Isso não vai mais acontecer se você tomar uma decisão em seu favor agora!

    Você é valiosa e mais forte do que pensa, conviver com uma lembrança destas não é para qualquer um.

    Beijos e boa sorte,

    Ísis

    Ísis-Toth

     

     

     

     

    Receba os vídeos do maior canal de relacionamentos do Brasil em seu e-mail.

    Cadastre seu e-mail para receber os vídeos do Mete a Colher e aprenda mais sobre sexo e relacionamento.

    Respeitamos sua privacidade
    Receba os vídeos do maior canal de relacionamentos do Brasil em seu e-mail.

    Cadastre seu e-mail para receber os vídeos do Mete a Colher e aprenda mais sobre sexo e relacionamento.

    Respeitamos sua privacidade