Mete a Colher - Clique e veja essa Metida de Colher

    Meu namorado é “pãpãe do filhinho” e não tem tempo pra mim!

    25.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: E-mail do internauta

    1

    Meu namorado foi diagnosticado com síndrome do pânico, faz terapia e toma remédios controlados, até aí tudo bem. A primeira crise decorreu da separação oficial dele com a ex e o filho ir morar com a mãe. Ele não aceita até hoje ficar “longe” do filho. Mas ele mora super perto do menino, visita quando quer, a mãe não está nem aí pra ele, e um dia sim e outro não o menino dorme com ele, e de 15 em 15 dias ele pega o menino na sexta e devolve no domingo a noite. Mesmo assim, ele acha que está longe do menino. E eu que moro com a minha filha a vejo menos do que ele vê o filho. E por sua vez, o menino é grudado nele, a ponto de quando eu durmo na casa dele, o menino diz que o mundo dele não é o mesmo se ele não dorme com o pai e faz de um tudo para dormir conosco. No começo eu deixava, achava normal, mas até hoje? Agora não deixo. O menino gosta de mim esse que é o pior, e mais grave que nessa confusão quem sofre mais de saudade é meu namorado, pq por ele dormia na mesma cama com o filho todos os dias. Eu amo minha filha, mas não me vejo numa relação sufocante dessas. Ele sempre foi carente, mas não sei até onde essa carência é normal, saudável e até que ponto a síndrome piora essa dependência.Nós brigamos como qualquer casal, mas por conta dessa dependência do filho, dele querer que eu esteja com ele 24 horas (em toda e qualquer ocasião, e eu tenho uma filha pequena e faço faculdade), prove meu amor todos os dias, agrade o filho dele, brigamos além do normal.

    E de um tempo pra cá piorou, e na última fui acusada de não ter coração, de odiar o filho dele (pq eu não curti uma foto que ele postou do filho no face no dia do aniversário do menino e não deixar o menino dormir com a gente) de não amar ele da forma que ele gostaria (grude e mudar de acordo com o “certo” dele) e termina comigo direto, diz que desiste de me mudar e que ele tem que priorizar o filho. Eu tenho meus 5 minutos como todo mundo, mas sou super tranquila, gosto de ter meu espaço, não sou ciumenta e não tenho paciência para “frescurite”.

    Não sei mais o que fazer, pq tenho medo de estar sendo injusta com ele de alguma forma, mas por conta dessa “frescurite” nem mais vontade de fazer sexo com ele eu tenho. Nada mais broxante pra mim que ver um homem tão meloso e frescurento como ele, fora que ele adooora uma DR (socooooorro!), cai no papinho dos outros (que ele nunca diz quem é) que eu não sou mulher pra ele, e parece meu pai me dando ordem e dizendo como eu tenho que agir.

    Eu o amo muito, o sexo quando rola é maravilhoso, e ele é um ser humano incrível, é maravilhoso com a minha filha e ela o adora, diz que me ama (as vezes até acredito), quero viver o resto dos meus dias com ele, mas será que vale a pena? Será que eu tenho espaço na vida dele? O que eu posso fazer para reverter essa situação caso valha a pena?
    Me ajudem, please!

    Mulher do céu! Deus me livre de um homem tão cheio de frescurite! De que adianta o cara ser tão "complicado e perfeitinho"?! De coração... consigo visualizar perfeitamente sua situação que chega a me dar um nó no estômago.. argg! O foda nessa história toda é que você já está fazendo o papel de vilã, bruxa malvada que não faz o que ele quer, o que o "senhor da verdade" diz! Mesmo com todo amor do mundo, eu jamais daria continuidade ao relacionamento... aproveite que o negócio ainda não ficou super sério e puxe sua carroça! As atitudes dele parecem muito com a "síndrome do pai separado"... onde o pai só passa a dar toda essa atenção para a criança após a separação, e tudo por sentir uma culpa irracional! E se não for isso, se ele sempre foi assim... taí o motivo do primeiro casamento dele não ter dado certo! #pensanisso

    Impressionante como vocês mulheres são ciumentas e inconsequentes! Dona Maria, deixa disso... com certeza você tem espaço na vida dele, mas precisa colocar na sua cabeça de que filho é filho e que tentar roubar o momento do filho é um pecado! É morte certa do relacionamento, te faz cair no conceito dele. Se o ama como diz, não deveria ser tão difícil provar seu amor para ele... tenha paciência por que ele tá passando por uma fase difícil e ao invés de dificultar, deveria facilitar a vida dele! Aproveita o tempo em que ele está se dedicando ao filho e se dedique também a sua filha! Boa sorte!

    Eu...

    Loading ... Loading ...

    SexCâmera, uma forma gostosa e segura de apimentar o relacionamento!

    25.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: Dicas, Publieditorial

    1

    Gente, esse mês fomos convidados pela equipe do UOL Privê para testarmos os serviços do SexCâmera e contar tudinho aqui! eheheheh E é claro que eu não fiquei de fora, né?! Afinal de contas esse tipo de experiência só tem a acrescentar na relação do casal… Nesse momento algumas fantasias e desejos de nossos parceiros são revelados através dos pedidos feitos a garota que está do outro lado da tela só esperando por suas ordens! O site tem a sua disposição mais de 350 brasileiras, desde loiras, morenas, mulatas… até travecos – esse último é uma ótima pedida para os curiosos(as) de plantão como eu! kkkk – Detalhe… com garotas online 24 horas por dia e cadastro grátis!

    Pois bem, esperamos por um momento a dois e fizemos o nosso cadastro com muita facilidade, compramos nossos créditos e escolhemos uma morena… daí pra frente a brincadeira só foi esquentando entre nós dois, alias, nós três! ihihihih Como mulher cheia de fantasias e as vezes insegura… posso afirmar com tranquilidade que a brincadeira é uma ótima maneira de “elevar” um pouco mais intimidade e confiança do casal, sem contar com o super bônus de fazer os lençóis da cama do casal pegar fogo, né?! Sugiro um bate papo com uma das garotas antes de talvez realizarem o tal cobiçado ménage, durante essa experiência os dois poderão “sentir” a receptividade dos dois a uma terceira pessoa e evitar confusões futuras! #ficaadica

    E vocês podem ficar tranquilos, pois a compra é segura com sigilo absoluto das informações pelo PagSeguro do UOL. Tá vendo?! Pare de perder tempo e apimente a relação de maneira segura e gostosa…

     

    Como fazer um relacionamento à distância dar certo

    25.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: Dicas, POP

    Está enganado quem acha que namorar a distância significa somente marcar encontros no Skype e perguntar como foi o dia do outro, ou mandar fotos sensuais uma vez ou outra para reascender a flama. Manter um relacionamento quando se está longe um do outro vai além disso e requer muito mais trabalho.

    É possível, sim, passar por essa fase difícil juntos.

    É possível, sim, passar por essa fase difícil juntos.

    Muitas vezes não há opção. Vocês se gostam muito, mas a distância é inevitável por alguma razão. Trabalho, estudo, família, seja lá qual for o motivo, não é preciso desistir de seu grande amor por causa deste espaço físico (ou a falta dele).

    O pessoal do Cérebro Masculino, blog parceiro nosso, listou algumas dicas bacanas para cultivar o sentimento em situações complicadas como essa. Se liga:

    Desafie a distância

    Ouçam um novo disco juntos e divirtam-se comentando o que acharam.

    Ouçam um novo disco juntos e divirtam-se comentando o que acharam.

    Ao decidirem passar por essa barra juntos, a relação já é fortalecida, mas é preciso se desafiar mais. Mostrar que não é preciso estar junto fisicamente para fazer as mesmas coisas, como assistir ao mesmo filme, ou ouvirem um álbum recém lançado, ou até mesmo beber uma cerveja(cada um em seu canto). Skype está aí para isso.

    Use chat ou câmeras para manter contato

    1

    A imagem nos conecta imediatamente aos nossos sentimentos.

    É importante se ver. Faça questão de enviar fotos, vídeos, conversar por Facetime e coisas do tipo. As expressões são fatores importantíssimos quando falamos de amor. Identificamos-nos com elas e sentimos falta porque são elas que nos trazem a sensação de que conhecemos bem uma pessoa. A relação de proximidade é essencial.

    continue lendo

    A prova de amor [ parte 2 ]

    24.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: Canal Mete a Colher

    Participem nos comentários! Enviem suas sugestões para [email protected] . E é claro, se inscreva no canal e não deixe de nos acompanhar no  FacebookTwitter e Instagram

    1

    Roupa curta e uma pitada de machismo!

    24.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: E-mail do internauta
    1
    Hoje tive uma briga feia com meu namorado por algo que aconteceu há algumas semanas e desde então ele começou a implicar comigo. Estávamos indo andando até o shopping  e um caminhão passou e o cara mexeu comigo, meu namorado ficou bravo e olhou para encarar, eis que aí o cara do caminhão grita: “me chupa vagabunda”. Eu não me ofendi, porque sei que ele gritou pra provocar meu namorado por ele ter encarado.

    Aí hoje meu namorado veio jogar na minha cara, dizendo que o caras mexem comigo por causa das minhas roupas, detalhe: eu estava de shorts, camiseta larga e tênis!! Disse que eu que tenho que evitar essas coisas, que tenho que usar calça quando estou com ele, que o cara só me chamou de vagabunda por causa da minha roupa!! Meu shorts não era nada curto, mas ele diz que eu tenho perna grossa e tatuada e isso chama mais atenção ainda. Que os caras vão ficar mexendo comigo enquanto eu ficar usando essas roupas e eu que tenho que tomar providencia pra isso não acontecer!

    Em pleno século 21 então não posso usar shorts no verão pra ir ao shopping, porque a culpa é minha se um cara não sabe respeitar uma mulher com namorado e fica louco por ver um pedaço de perna?!
    Estou sendo tão errada assim mesmo Neguinha? Ajudeeem!

    Esse e-mail vai dar o que falar... mas vamos lá, olha só, concordo quando você diz que acha um absurdo não poder usar um short no calor e tal sem que um "zé da vida" solte uma cantada tosca. Infelizmente essa é uma realidade, não sei nem se é algo forte em todos os cantos do mundo... mas tenho a impressão de que por aqui o negócio realmente ultrapassa os limites da boa educação! Enfim, acho que se tá afim de usar, use.. mas saiba ignorar esse tipo de reação de alguns homens idiotas, certo? Só que tem um "porém", o seu namorado se incomoda com a reação desses outros homens... então em nome da boa convivência, eu evitaria usar shortinho ao lado dele. Eu disse EVITARIA, e não deixaria de usar, por favor! Você não pode obrigar a um desconhecido na rua a ter educação... e nem deixar seu namorado correr o risco de ser agredido por um se noção, então evite, você não vai morrer por deixar de usar um short uma vez ou outra.

    Sendo bem sincero e nada a ver com machismo... iria te sugerir a tentar conversar com ele para deixar de lado esse ciúmes das cantadas dos "zés da vida" e ignorar, mas sendo homem e me colocando no lugar dele, acho que é mais fácil trocar o short!

    Eu...

    Loading ... Loading ...

    Churrasco com os amigos do Guará

    23.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: Vlog Mete a Colher

    Participem nos comentários! Enviem suas sugestões para [email protected] . E é claro, se inscreva no VLOG e não deixe de nos acompanhar no  FacebookTwitter e Instagram

    Atendendo o celular do Mete a Colher!

    22.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: Vlog Mete a Colher

    Participem nos comentários! Enviem suas sugestões para [email protected] . E é claro, se inscreva no VLOG e não deixe de nos acompanhar no  FacebookTwitter e Instagram

    Maquiando com a Thaís, fantasmas e Maridão!

    21.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: Vlog Mete a Colher

    Participem nos comentários! Enviem suas sugestões para [email protected] . E é claro, se inscreva no canal e não deixe de nos acompanhar no  FacebookTwitter e Instagram

    1

    Término de relacionamento tenso!

    20.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: E-mail do internauta

    1

    Gente, preciso de ajuda, não sei como agir! Sou uma mulher de 31 anos e namoro um rapaz de 35 há pouco mais de 1 ano, fato que ele sempre foi safado, e por diversas vezes o peguei na mentira, ou peguei conversinhas com outras mulheres no face, whats, mensagens, ligações e até foto dele com outra em um restaurante, enfim, coloquei um ponto final por não acreditar que um dia ele vá mudar, pois todas as vezes ele jurou que ia mudar e sempre aconteciam as mesmas merdas! Cansei de ser trouxa! Cansei de me dedicar e só tomar no cu (e não no bom sentido da frase), acontece que agora ele fica atrás de mim me aterrorizando, ora diz que vai se matar, ora diz que eu vou pagar caro “tudo que estou fazendo com ele” (Pasmem! Ele que só fez cagada! E eu sou errada de ter cansado?) não sei como agir, não sei como fazer esse término ser tranquilo, estou com muito medo que ele atente contra a própria vida ou contra a minha! Oque fazer? Como agir? Me ajudem por favor?

    Ainnn querida! Sei perfeitamente pelo o que você tá passando, e quando digo que sei... é por que sei mesmo! Eu já passei por uma situação muuuuito parecida, e o discurso do infeliz era o mesmo! Até o momento em que ele estava somente "latindo" pra mim, ok.. eu já conhecia a figura, mas a partir do momento em que decidiu jogar o carro contra o meu e ameaçar as pessoas que estavam ao meu redor, ví que o negócio ficou feio e dei uma simples passadinha na delegacia da mulher, simples assim! Se eu soubesse que era tão rápido e eficiente, teria indo antes, juro! kkkk No fim da história o infeliz e eu fomos parar na frente de uma juíza que esculhambou com ele e tudo mais! Depois disso?! Problema resolvido! Já no seu caso, se o infeliz quiser se matar... fazer o que?! Não me diga que vai sacrificar sua felicidade em nome de alguém que sequer tem amor próprio, né?! Pense nisso.. antes que seja tarde e ele faça algo para você ou alguém que você goste, ok?

    Disse tudo Neguinha! Não adianta fazer as vontades dele, pois ainda é capaz de mesmo assim te fazer algo ruim...

    Eu...

    Loading ... Loading ...

    Mete proibidão

    20.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: Canal Mete a Colher

    Participem nos comentários! Enviem suas sugestões para [email protected] . E é claro, se inscreva no canal e não deixe de nos acompanhar no  FacebookTwitter e Instagram

    1

    minha melhor amiga

    19.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: contos, Misteriosa dos contos

    1

    A minha maior frustração aos 21 anos era não ter a vida sexual que imaginava que teria nos meus 17. Perdi a virgindade com um cara que namorei por 3 anos, até que chegou uma fase que não fazíamos mais sexo como antes, tudo se resumia em penetração e somente o orgasmo dele importava. Várias vezes tentei sair do comodismo e, quando era sincera, ele me dizia que não tinha culpa.

    Minha melhor amiga, Clara, tinha acabado um namoro há alguns meses e condenava essa atitude, dizendo que isso era egoísmo e me aconselhou a terminar. Fiquei alguns dias pensando se deveria por um fim, não só por não ser comida mais do jeito que gostava, mas por tanta indiferença. Decidi que não havia mais jeito. Fazia muito tempo que não sentia o que era ser solteira. Mesmo não acostumada, não quis outro relacionamento, no máximo alguns lances em algum bar com desconhecidos. Todos os dias eu e Clara saíamos juntas, meu fígado com certeza não é o mesmo depois desses meses todos enchendo a cara. Certa vez, me chamou depois da aula para irmos numa cachoeira onde sempre quisemos ir. Topei e dividimos a gasolina, além de passar no mercado e comprar cerveja. Clara era a garota mais desencanada que eu conheci em toda vida, não liga para o que pensam dela e nem as consequências das suas atitudes (muitas vezes mal pensadas), o que a faz totalmente o oposto de mim, que sempre penso muito antes de agir.

    O local estava totalmente vazio, apenas com o vigia que mostrou onde é raso e fundo pra gente e depois foi para sua casa perto do estacionamento. Nós retiramos nossas blusas colocamos em uma pedra gigante, sentamos em cima e começamos a beber, o papo fluía como sempre.

    Do nada começou a lembrar do livrinho que fiz no terceiro ano, com as posições e lugares que queria fazer quando começasse a ter vida sexual ativa. Ri bem alto porque não lembrava disso, alguns segundos depois fiquei ainda mais frustrada por não ter feito quase nenhuma das coisas que havia escrito.

    Aquela cachoeira era um dos locais que estava no livro e foi ideia dela, que babava pelas fotos que havia daquele paraíso no Google. Ao mesmo tempo em que me contava, pedia pra não ficar chateada, pois ainda era nova e poderia fazer tudo aquilo. Depois me olhou dentro dos olhos e falou: - Mas uma das coisas que não esqueço era aquela sua curiosidade de se relacionar com uma mulher.

    O que me deixou confusa por não saber se aquilo era uma investida ou não, dei uma risadinha meio tímida ainda olhando diretamente nos seus olhos. Mil pensamentos que me vinham na cabeça, comecei a reparar como eu me sentia atraída por ela. Não era atração suficiente para ter um relacionamento, mas suficiente para realizar minha fantasia ainda não suprida. Ficamos em silêncio apenas nos olhando, até que ela deixou de me olhar nos olhos e foi diretamente para meus seios, começou a agarrar o da direita, enquanto se apoiava com o braço esquerdo na pedra, chegou bem perto do meu rosto dando um sorriso e começou a me beijar.

    Abaixou meu sutiã e começou a fazer movimentos rotativos no meu mamilo e as vezes o apertava, não tinha jeito para não ficar excitada com aquilo, na verdade acho que ainda não havia raciocinando que realmente estava acontecendo. Resolvi me deitar na pedra e ela também se deitou de lado, a superfície estava quente, mas não ligamos. Retirei o sutiã e ela começou a chupar todo o meu peito, enquanto eu esfregava meu clitóris por cima do short, que estava já bem sensível. Começou a ir descendo me beijando, fiquei toda babada, tirou o resto de roupa que me sobrava e começou a beijar a parte interior das minhas coxas, depois a lamber minha virilha, chegando no clitóris. Quase morri de tanto tesão, em determinado momento do oral resolvi pedir para parar e tentar segurar o meu orgasmo para começar a retirar sua roupa, todavia não deixou, estava completamente sendo dona da situação.

    Me levou até uma árvore e praticamente me encurralou. Virei de costas, entendendo o que queria, tirou seu short, abriu minhas pernas e começou a me enconchar, beijando meu ouvido e costas. Começou a brincar com meu clitóris e enfiar um dedo dentro de mim. Eu estava entregue, deixando encharcar toda sua mão com o meu gozo.

    Precisava participar também, então a beijei sem me enojar com o gosto diferente na boca depois do oral. Saí da árvore e a empurrei para lá, coloquei sua calcinha para o lado e senti, colocando minha mão, que estava molhada quase como a mim. Comecei enfiando um dedo, depois coloquei dois, ela ficou rebolando e gemendo enquanto segurava um dos seus seios. Coloquei a palma da mão no seu clitóris e deixei que ela mesma controlasse os movimentos.

    Depois de uns minutos, começou a ficar ofegante e me puxou arranhando minhas costas, acelerando mais os movimentos, aumentei o ritmo e a senti gozar freneticamente. Após nós duas nos satisfazermos, retiramos o resto de nossas roupas e começamos a nadar juntas, totalmente nuas, já que ainda nem tínhamos aproveitado aquelas águas paradisíacas.

    Decidimos não contar o que tinha acontecido para ninguém, além dela me falar que já tinha feito com outras mulheres e não sabia mais sua orientação sexual. Até hoje nunca rolou uma segunda vez, comecei a me relacionar com um cara que pediu para fazer um novo livro a fim de nós realizarmos todas as minhas fantasias e as dele, ainda não fizemos menage à trois, mas, quando chegar a hora, já sei quem escolher para ser a terceira participante.

    misteriosa-dos-contos

    Relacionamento vampiro

    18.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: Canal Mete a Colher

    Participem nos comentários! Enviem suas sugestões para [email protected] . E é claro, se inscreva no canal e não deixe de nos acompanhar no  FacebookTwitter e Instagram

    1

    “Traição mental”: descubra se isso existe e como pode impactar seu relacionamento

    18.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: E-mail do internauta

    Será que fantasiar com outra pessoa também pode ser considerado traição?

    “Quando eu me dei conta, no meio do sexo com meu namorado estava pensando no cara que havíamos conhecido no bar algumas horas antes”. Nossa leitora, Aline B., concordou em conceder uma entrevista contanto que fosse identificada com um nome fictício. Ela se refere ao dia em que saiu com o namorado para um bar, quando foi apresentada a um dos convidados dos amigos do casal. “Na hora que eu o vi achei bonito e, nas poucas palavras que trocamos, ele pareceu ser um cara legal também. Mas eu nunca imaginei que ele fosse ficar na minha memória depois. Eu não sei se isso indica traição, mas foi o que aconteceu”, contou.

    1

    “Traição mental” existe mesmo?

    A ideia de pensar em uma terceira pessoa mesmo estando em relacionamento sério ainda parece ser um tabu para muita gente. Por isso o Divando falou com uma profissional para esclarecer mais esse assunto. Primeiramente, a psicóloga Carolina Macieira Lopes esclarece que o conceito de “normal” é relativo. Se para uma pessoa fantasiar com alguém que não seja o parceiro pode ser normal, para outra pode ser patológico. E isso tudo tem a ver com a maneira que ela aprendeu a se relacionar.

     

    Sem a análise mais profunda do sujeito, não é possível determinar de o comportamento é normal ou patológico.

    Sem a análise mais profunda do sujeito, não é possível determinar de o comportamento é normal ou patológico.

    “O nosso pensamento é privado e, portanto, nos permite fantasiar e idealizar aquilo que quisermos. Esse ato para a psicologia é considerado saudável na medida em que o indivíduo consegue fazer uma separação entre a fantasia e a realidade”, explica Carolina Lopes. Segundo a psicóloga, é preciso esclarecer três eixos que podem explicar que função essa ação de fantasiar opera na pessoa, como mostrado a seguir:

    1

    continue lendo

    Ele confessou para outra, mas pra mim diz que é mentira… e agora?!

    18.11.14 Postado por Neguinha | Categoria: E-mail do internauta

    1

    Olá Neguinha e Môre, adoro vocês! Lendo o blog, senti vontade de contar a minha história. Pois bem, vamos lá.

    Tenho 19 anos, e namoro há quase 6 anos. Há dois anos quando meu namorado começou a faculdade, ele estava meio estranho comigo, e eu estava com um péssimo pressentimento. Fui inventar de ver o face dele (sei que é errado e quem procura acha, não podia ser diferente) encontrei uma conversa de uma amiga dele, dando sermão nele e perguntando se ele tinha me traído com uma amiga dela e ele, bem ele AFIRMOU! Meu mundo caiu, conversamos e ele jurou que não tinha me traído, acreditei nele e perdoei. Fui levando a parte da desconfiança na barriga, só que agora isso está me remoendo. Todos os planos que eu tinha com ele foram despedaçados, pois não consigo me imaginar construindo uma família com ele, se não confio nele. Já falamos sobre a suposta traição e ele continua dizendo que não me traiu, mas não sei se consigo acreditar. Nossa vida sexual não está lá aquela coisa, ele pode sair com os amigos e eu não posso falar nada, agora se for ao contrário tenho que aguentar cara feia.  Queria sei lá, um conselho de vocês.
    Desde já agradeço a atenção, beijão :)

    Amiga, esse papo de que não traiu... não colou aqui comigo. Com certeza ele deve ter dado uns pegas na garota, confessou para a outra e agora inventou qualquer papinho de que tinha falado aquilo por que a outra queria algo com ele e ele não! Acertei?! Olha só, como a confiança já foi quebrada a um ponto onde você não consegue sequer sentir firmeza nos planos para o futuro... acho que você não deve nem dar continuidade ao relacionamento, pois sempre que tiver oportunidades você vai jogar isso na cara dele como se fosse uma verdade universal e ele vai continuar negando... daí quem vai sofrer mais com a angústia é você! Sei lá, se dedique a alguém em quem possa confiar de olhos fechados, não prolongue o sofrimento!

    Coitado do cara... de verdade, você acha que ele saberia mentir diante de uma "prova" tão clara?! Óbvio que não, né! E sabe por que ele negou? Por que não é mentira... sim, existem homens que não sabem dizer não a uma mulher e usam esses artifícios para afastar outras, uma mentira boa... Dê valor ao namorado que tem e pare de bobeiras!

    Eu...

    Loading ... Loading ...