Última esperança!

29.05.15 Postado por Neguinha | Categoria: E-mail do internauta

1

Boa Noite pessoal,

Bom, eu namorava há exatamente dois anos e meio, com a Milena… a mulher da minha vida! Sempre fui um cara, posso dizer que até sonhador demais, pois sempre acreditei em alma gêmea, destino, etc…. e que quando se ama uma pessoa é pra vida inteira. Ela foi minha segunda namorada, tenho 26 anos, nunca fui um cara de sair ou querer ficar com várias mulheres, sempre esperei a mulher da minha vida. Achei a Mih, é como se ela me completasse em tudo, tudo mesmo, amor (sexo) então nem se fale. Porém ela tinha terminado o namoro anterior, assim como eu, mas ela teve uma filha e tinha criado um mundo lindo com seu ex, de familia…. mas como o cara deu mancada, meio que ela criou um escudo pra se proteger, por medo sabe, e isso fazia com que ela não se entregasse muito menos aceitasse o fato de que eu a amo demais.
No começo eu me fazia de bobo, deixava ela ser grossa fazer e fala o que quiser pra tentar fazer com que ela enxergasse que eu a amava. Porém como passar do tempo, começamos a ter briguinhas e começamos a nos ofender, porém sempre eu tentava melhorar enquanto ela lutava, mas ao mesmo tempo piorava! Ela fez coisas como combinar de sair escondido com um cara, dar moral pra cara que chegava na cara dura xavecando… e eu ficava bravo, mas sempre perdoei ela… sempre falei que nunca ia deixa-la  como ela tinha me pedido, prometi isso e ela tb prometeu.
Mas agora nessas ultimas semanas, ela brigou comigo por causa de um grupo no whats do pessoal da oitava série, sendo que eu nunca (juro pela minha mãe) nunca conversei, ficamos separados 1 semana e meia, coisa que sempre fazíamos… mas desta vez ela ficou e dormiu com um cara do trampo dela. Mesmo assim eu perdoei ela, pois não estávamos juntos… mesmo ela me falando que tinha acabado o respeito, pois tinha saído em dois churrascos escondido sem me falar antes de brigarmos.
Ela jurou que me amava, que ia fazer de tudo pra sermos felizes, e eu fiz de tudo pra ter ela de volta mesmo, fiz de tudoooo…. porém nessa semana que passou ela falou que ia fazer hora extra, e sumiu vários dias e mudou seu comportamento. Eu fiquei mega confuso e desconfiado, ela desligava o celular, mas mesmo assim dizia que me amava e isso me fazia enxergar apenas nós juntos pra sempre como planejei.
Sexta -feira ela sumiu, e eu achei que ela tinha saído para o niver de um amigo em comum, fui atrás dela nesse niver e ela não estava lá… não fiz nada apenas chorei minhas magoas com meu amigo e bebi. No outro dia falei com ela, ela ficou louca, falou que eu era um fdp, e outras coisas… me humilhou pra caramba, coisa que ela já vinha fazendo nas semanas pós ela ter ficado com o cara. Ela me xingou e agora me trata como desconhecido. Parece que ela queria de alguma forma, achar alguma motivo pra justificar o erro que ela comentou botando a culpa em mim sabe, pq toda hora ela fala coisas que ela mesmo sabe que é mentira.
Eu morreria por ela, mas não sei mas o que fazer… gostaria de contar tudo.. sem estar essa confusão… mas por favor leiam e me ajudem, preciso da opinião de vcs,  pq não sei o que fazer. Eu amo ela e a nossa filha, minha enteada, demais….

 

Ainnn colega... me perdoe se eu for grossa, mas acho que é assim que você gosta de ser tratado, não é mesmo?! Como uma pessoa permite que o parceiro lhe trate com tanto descaso?! No meu ponto de vista isso não é amor pelo próximo... é falta de amor próprio! Cadê seu amor por si?! O que tá acontecendo colega? O que te fez perder o respeito por si? Por que acha que não merece alguém que lhe ame?!

Infelizmente o seu relacionamento já ultrapassou todos os limites... e não existe conselho algum que iria lhe ajudar a recuperar o namoro! Acho que nesse momento você deve ficar sozinho para conseguir avaliar bem, tentar entender onde está o erro e entender por que tomou esse rumo. Acho que talvez sua carência - e falta de amor próprio, claro - tenha favorecido para que ela ficasse de saco cheio de você. Sinto muito te informar, mas a grande maioria de nós mulheres, não suportamos um homem babão e banana. Gostamos de nos sentir protegidas por um homem que tenha uma postura firme, que tome as rédeas de algumas situações e em muitos casos, até que sejam dominadores, no bom sentido. O que você fez, foi entregar de mão beijada o destino do casal nas mãos dela.

Bem provavelmente ela já queria lhe dar um pé na bunda há tempos, mas por saber que você era muito "bonzinho"... queria assumir o papel de má e fazer cagadas imperdoáveis para lhe fazer dar um basta! Uma covardia da parte dela, eu sei... carregar a responsabilidade de enfiar o punhal no relacionamento nunca é fácil, mesmo que  que esse relacionamento seja uma bosta! Terminar nunca é fácil... mas é isso que ela gostaria que você tivesse feito...

Sendo assim colega, chuta que é macumba! Você não ama ela de verdade... apenas não tem amor próprio! Avalie suas atitudes para que não cometa os mesmos erros no futuro! Desejo que consiga passar por tudo isso da forma menos traumática possível... e é claro, não se esqueça de nos enviar o desfecho dessa fase triste, ok? Bjossss

É uma delícia transar com ele… mas tenho me sentido um pedaço de carne!

28.05.15 Postado por Neguinha | Categoria: E-mail do internauta

1

Não tô sabendo que fazer. Conheci um cara não faz muito tempo, no qual já sai quatro vezes com ele, e nessas vezes todas rolaram sexo, sendo que na primeira e segunda vez foi uma coisa que rolou por rolar, coisa de momento. Depois disso passamos um tempo sem se ver, e quando voltamos a nos ver de novo, ele tava mais carinhoso, me elogiando, como nunca costumava fazer, o problema dele é que ele só vem conversar comigo, quando tá querendo que eu saia com ele, que no caso já sabe que vai rolar sexo.

Sou do tipo que gosta de carinho, como qualquer mulher, mas da ultima e quarta vez que saímos que foi essa semana, fomos na casa dele, e rolou um sexo tão rápido, que me senti como se fosse só um objeto de momento. 

Preciso de ajuda, pois mesmo com isso gosto de estar com ele, e não sei mas o que fazer. 

Sabe de uma coisa.. eu nunca ví problema algum em nós mulheres sairmos com um cara somente com a intenção de obter prazer sexual sem envolvimento sentimental. Mas isso não é para todas, tem que tá preparada pra isso... totalmente desconectada de sentimentos de carência, ou seja, bem resolvida com você mesma e tendo em mente de que é uma opção sua permanecer solteira. Algo que pra grande maioria das mulheres é improvável. Como você mesma disse, somos naturalmente amorosas e estamos sempre buscando "aquele" que nos faria sentir completa, gostamos de dividir as alegrias, queremos cuidar e ser cuidadas...

Me me julgando ser uma mulher "bem resolvida" nesse quesito, já me vi envolvida duas vezes em uma situação parecida e sei o quanto é aflitivo! Queremos muito algo mas não sabemos como dizer, pois estamos sempre esperando que "as coisas" tomem o rumo desejado naturalmente... mas não acontece!

Como na época eu não me sentia a vontade, ou inconscientemente sabia que não seria correspondida à altura... preferi não dar continuidade ao rolo antes que me visse apenas como um pedaço de carne carente. Poderia não ter total controle sobre minhas paixões, mas tinha consciência de só eu seria a responsável pelo meu futuro. Cortei os laços sem dó. Dá um frio na barriga... mas é melhor prevenir do que remediar, não é mesmo?!

Cuidado pra não ficar "arriada" por ele e não ser correspondida. Mas se acha que poderá ser correspondida - e no fundo do coração a gente sabe - então invista! Fale pra ele, demonstre através de atitudes também... o que não vale e viver com o fantasma do "e se" e nem se permitir ser usada por falta de amor próprio, ok?!

Espero ter te ajudado e gostaria muito de saber qual o rumo você escolheu, tá?! Não deixe de nos enviar o desfecho!

Bjão!

Vá além de camisas e perfumes nesse dia dos namorados… seja original!

27.05.15 Postado por Neguinha | Categoria: Dicas, Publieditorial

1

Olá pessoas lindas! Aproveitando que o dia dos namorados está chegando, hoje eu gostaria de compartilhar com vocês uma dica muitoooo prática para quando a gente tem que dar um presente masculino. Não sei vocês, mas eu tenho uma dificuldade tremenda na hora de escolher um presente para um amigo, pai e até mesmo para o Môre.

Toda vez que vou à procura do presente perfeito, tenho a impressão de que só vejo camisas, cuecas, gravatas e perfumes! E como o Môre já não usa gravatas e gosta de comprar suas próprias cuecas… só me restam as camisas e perfumes! E sendo bem sincera… até eu já me enchi o saco com essa falta de criatividade!

Foi aí que recebemos da loja virtual Gentleman Store, a oportunidade de vivenciar a experiência de sermos presenteados com duas caixas super maneiras e criativas! Quem nos acompanha no Vlog Mete a Colher, já deve ter assistido ao vídeo de recebidos #6 , onde mostramos em detalhes as caixas, mas pra quem não viu… olha aí a empolgação do menino com o Kit Churrasco! kkkk

1

Ficamos impressionados com a qualidade das embalagens dos kits, vieram em caixas de madeira com a logo da loja e super bem embaladas para os correiros… chegaram em casa intactas! Reparem, que no Kit Vinho Periquita Original 2012, a taça chegou inteirinha!!!

1

Lá no site você encontra diversas opções de presentes bacanas, olha essas outras duas opções que me chamaram bastante a atenção, pra quem é louco por café como eu, tem o  Kit Cafeteria Italiana que é simplesmente sensacional! E o Kit Chipotle de Cabrón, para os mais apimentados!

1

Também tem um Kit de Churrasco Profissa de Cabrón que é super estiloso! Na Gentleman Store… até aquele conjunto de cuecas fica charmoso!

1

Marido dá mais trabalho do que filhos, diz estudo… não eu!

26.05.15 Postado por Neguinha | Categoria: Dicas, Notícias por aí, Post Dela

1

Gentemmm… vocês viram que babado o resultado dessa pesquisa?! kkkk Para as mães aqui do blog, já era de se imaginar… não é mesmo?! Pois bem, o site Today perguntou a 7 mil mães o que as estressavam mais, maridos, filhos ou trabalho?! E é claro que os maridos ficaram na frente!

Cuidar das crianças dá trabalho, muito trabalho… principalmente quando elas ainda não sabem se expressar. Mas o que dá mais trabalho, é cansativo e estressante é ter que lidar com um marido que age como ou até mesmo pior que uma criança quando não tem o que gostaria, como sexo! Fazendo birrinhas e picuinhas infantis!

Outra dificuldade relatada por essas mulheres, é a infantilidade como que os maridos enfrentam as obrigações de casa. Graças a Deus desse perrengue estou livre! Quem nos acompanha no Instagram, já viu como o Môre é parceiro nessas horas. Olha que orgulho de marido! kkkkk

1

Pra quem passa por essas dificuldades com o maridão, uma ótima solução seria propor a ele a experiência de assumir suas tarefas de mãe e dona da casa em tempo integral por uma semana apenas! Garanto que ao vivenciarem na pele, passarão a valorizar o trabalho doméstico de suas esposas-mães. O mesmo é válido para as famílias em que a configuração seja inversa, ou seja, onde o homem assumiu as responsabilidades domésticas sozinhos!

Agora eu quero saber das leitoras do Mete, o que vocês acham que dá mais “trabalho” e as deixam estressadas? Maridos, filhos ou trabalho?!

Fonte – sugestão de post enviada pela leitora Rita Cassia lá no Facebook, Obrigada Rita! <3

O que as estressam mais?

Loading ... Loading ...

Gosto da minha sogra… mas ela está segurando muita vela e não sei o que fazer!

26.05.15 Postado por Neguinha | Categoria: E-mail do internauta

1

Boa tarde, pessoal do Mete a colher. Minha paciência com a minha sogra está por um fio. Namoro há quase um ano, e quando eu e meu namorado nos conhecemos, foi tudo muito rápido, em uma semana de namoro ele já me apresentou a família inteira. Desde que conheci minha sogra, ela sempre gostou muito de mim e eu dela. Só que talvez esse seja o grande erro, ultimamente ela vem se intrometendo muito em nossos diálogos, quando estamos perto dela ela vive perguntando sobre o que estamos falando e etc.

Moro em uma cidade diferente do meu namorado, ele leva cerca de meia hora para me trazer em casa. E agora sempre que estamos em reuniões da família dele e ela está, ela tá com o costume de vir junto com ele me levar. Sendo que ela tá do lado da casa dela. Não tô entendendo essa necessidade de vir até aqui. Meu namorado também sempre tenta despistar, dizendo que tá indo me levar embora, mas não tem jeito, ela vem junto. Não sei o que fazer, se estou errada por querer mais privacidade, ou ela que tá passando dos limites de intimidade.

Obrigada desde já.

Olha colega, não sei a real situação em que sua sogra vive... ela é divorciada, viúva ou solteira?! Ela estava acostuma a ter uma convivência muito próxima com seu namorado, tipo melhores amigos? Se for algo parecido, é compreensível... imagina só como você se sentiria ao perceber que seu parceiro, sua companhia começasse a se distanciar devido ao namoro? Não estou dizendo que ela está certa em tudo e você deve se acostumar, apenas estou pedindo para você continuar sendo compreensiva e amorosa com ela. Essa amizade construída com ela é fundamental para que vocês futuramente tenham paz.

Muitas vezes nós criamos problemas enormes em coisas simples por medo de magoar quem gostamos. Poxa, vocês se gostam e se respeitam... sua sogra apenas está tomando um espaço que está sendo dado por vocês. Ela gosta da companhia dos dois e se sente amiga... quer fazer parte ao máximo da vida dos dois.

O segredo está todo em dosar esse espaço... saber falar de forma amorosa é o segredo do segredo! Tá certo que nem sempre o outro tem a maturidade de escutar numa boa, mas aí isso está fora de seu alcance... façam a parte de vocês e sejam sinceros e compreensivos com ela. Mas antes disso, conversem entre vocês dois sobre qual seria a melhor estratégia pra tocar no assunto com ela, ok?!

Bjinhos e espero que consigam se entender melhor! E não se esqueça de nos contar como foi, tá?!

Meu namorado é um poço de problemas!

21.05.15 Postado por Neguinha | Categoria: E-mail do internauta

1

 Conheci meu namorado faz 3 meses e em dois começamos a namorar. Ele tem 20 anos e eu 18! Comecei minha vida sexual com 13 anos e namorando um rapaz de 18 e depois de quase dois anos terminamos porque ele era muito infantil e eu sempre tinha que fazer-lo buscar coisas como uma mudança de emprego e uma faculdade e ele só queria curtição.
Com esse namorado a coisa é diferente! Ele é esforçado tem uma faculdade maravilhosa, fala muitos idiomas, tem hobbies incriveis… MASSSS quando era jovem sofreu bulling na escola e seu lado sexual é totalmente retido.
 
Começamos a namorar e ele me avisou que era virgem e que não era para ficar com ele com a intenção de ter sexo, e que ele havia beijado uma menina ou duas meninas na vida. E como achava que isso não era importante e eu podia esperar… topei!
Depois de um tempinho fizemos e ele agora enlouqueceu geralll!!!!!! Não posso usar lingerie porque faz ele recordar as meninas da escola que faziam o bulling com ele. Hoje mesmo veio me falar que perdeu o prazer nas coisas e que o sexo comigo não dá prazer como nos filmes pornos, e outro dia veio falar do meu beijo e quase ri na cara dele pq ele não tem nem linha de comparação! Como sabe que beijo mal se beijou duas virjonas??
 
Gosto muito dele mas estou perdendo totalmente a vontade de continuar. Ele só abre a boca pra falar merda e sinto que está comigo só pra falar que teve uma namorada. Acho que ele nem avaliou bem! Viu que eu era a única que suportei ele e ficou. O pior dos problemas e a necessidade que tem de se fazer de vítima e contar seu problema um milhão de vezes. 
Já não tenho mais lugar para mandar ele tomar! No c* ele até já se acostumou…
 
O QUE EU FAÇOOOO?? Espero pra ver se isso é só uma coisa passageira pós perda de virgindade ou termino agora mesmo?

Minha Flor... vamos analisar a situação ponto a ponto, e vai raciocinando comigo! Primeiro... vocês se conheceram somente há três meses, o primeiro contato que tiveram na vida toda, foi somente há três meses! Um mês após esse primeiro contato, sem conhecer nada da vida do cara, sem saber a real situação mental dele, sem sequer ter certeza de que  personalidade dele era aquela mesma que ele te apresentava... você aceitou já cair de cabeça em um namoro sério?! Ainda mais com um rapaz que já anunciava a tragédia antes mesmo da euforia da paixão passar?!? Mas com assim?!?

Não há problema algum em se relacionar com uma pessoa virgem ou que não queira transar logo de cara! Mas alguém que já avacalha com a própria imagem e fica arrumando desculpas para uma possível rejeição... pra mim é o cúmulo da falta de amor, tanto por você como por ele próprio! Olha que coisa mais bizarra! Analisa aí....

Ah! O fato de você ter começado a sua vida sexual aos 13 anos, não lhe garante que tenha "aprendido" toda a matéria em apenas 5 anos... afinal de contas, existem os repetentes que levam anos pra se formarem no segundo grau, enquanto alguns superdotados "pulam" direto para a faculdade, ou seja... é o mesmo caso daquele velho ditado "quantidade nem sempre significa qualidade!" Isso serve para os dois! #ficadica

Com relação ao trauma do seu namorado, não posso falar muito... não estava por perto quando ele sofreu e nem sei se ele está usando isso tudo como desculpas para um outro "problema", se é que me entende... Mesmo que se decida por não continuar o namoro, aconselhe a ele que procure a ajuda de um psicólogo para se tratar e quem sabe se conhecer melhor, seja uma boa pessoa!

Podemos lidar com a falta de muitas coisas no relacionamento de duas pessoas que se amam e se conhecem verdadeiramente. Pode faltar sexo, que com amor se resolve. Pode faltar paciência, que com amor se resolve. Pode faltar o que fazer, que com amor se resolve... Só não pode faltar com o respeito, por que quem se ama... jamais aceitaria! Perdeu o respeito pelo parceiro? Perdeu a admiração pelo parceiro? Por que ainda continua com a pessoa?!

Te achei uma menina muito imatura, impaciente e imediatista... e infelizmente seu namorado é meio "complicadinho" de lidar. Já pensou na possibilidade de vocês não terem sido feitos um para o outro? Parece não rolar nenhuma química entre vocês... Errar é humano, mas permanecer no erro é burrice! #momentoclichê #pensanisso

Por que mulheres apanham?

20.05.15 Postado por Neguinha | Categoria: Dicas, Ísis Toth

Em primeiríssimo lugar, absolutamente nada que a mulher faça, seja vestir-se com roupas sensuais, trair o marido ou dançar funk na esquina, justifica qualquer ato de violência seja física, verbal ou psicológica. É animalesco “pessoas” declararem coisas do tipo, tem mais é que morrer mesmo, após tomar conhecimento de um crime hediondo. A tolerância da sociedade com a violência contra as mulheres é assustadora, segundo pesquisa do Ipea 26% dos entrevistados concordam que mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas. Também é assustador saber que 48% das mulheres agredidas declaram que a violência aconteceu em sua própria residência; (PNAD/IBGE, 2009). Já o resultado do balanço do Ligue 180 – Central de Atendimento à Mulher, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), revela que 77% das mulheres que relatam viver em situação de violência sofrem agressões semanal ou diariamente. Em mais de 80% dos casos, a violência foi cometida por homens com quem as vítimas têm ou tiveram algum vínculo afetivo: atuais ou ex-companheiros, cônjuges, namorados ou amantes das vítimas. Leiam mais no Balanço 2014 do Ligue 180.

1

Considerando que a maioria dos atos de violência vem de pessoas próximas, por que será que tantas mulheres, sem perceber, assumem uma posição de presa? Uma vez dito que nenhuma forma de agressão é justificável e/ou tolerável, há de se pensar que poucos destes atos acontecem de uma hora para outra, maior parte dos espancamentos, assassinatos ou estupros, tiveram um prenúncio, um ato abusivo menor, às vezes mínimo. Por que algumas mulheres ignoram os sinais e deixam a situação chegar ao extremo?

Toda violência consumada, começou com uma agressão verbal, tortura psicológica, ou pequenos atos de abuso, ou não? E a mulher que negligencia isso, seja por “amor”, carência afetiva ou dependência financeira (isso ainda existe?), não está de certa forma assumindo a responsabilidade por seu destino?

Aceitar um traste, assassino e maníaco em potencial, só para dizer que tem alguém? Aceitar pequenas agressões, abusos verbais e psicológicos passivamente achando que isso não é nada? Você está se vendo? Está vendo quem é de verdade esse homem que está ao seu lado? Aceitar algumas coisas acreditando que foi só uma vez, que foi só uma agressão verbal, um pequeno empurrão ou só uma pequena chantagem emocional, mas esse não é o início de tudo? Pode ser mesmo que seja só uma vez, um momento de surto, mas é preciso ficar atenta, pode também ser um sinal de que as coisas vão ficar feias.

Existem pessoas que estão tão perdidas de si que aceitam qualquer papel, simplesmente porque não se bastam sozinhas, não conseguem se desvencilhar de dependências doentias e não possuem referência alguma do que é uma relação saudável. Tais pessoas vivem em uma espécie de mendicância emocional e não conseguem enxergar nada ao redor a não ser o parceiro. Ainda que você não esteja sofrendo violência propriamente dita, mas se deixa manipular, não veste uma roupa porque o namorado proíbe, se afasta das amizades porque ele é ciumento, se afasta da família porque ele manda, consente práticas sexuais que te agride por coação, ceder resignadamente a tudo isso, te torna uma forte candidata a engrossar as estatísticas acima.

Abro parênteses aqui para dizer que mulheres nesta situação precisam buscar ajuda psicológica com urgência, pois é muito difícil livrar-se deste tipo de ciclo vicioso sozinha. Não tem grana?! Procure clínicas com atendimento gratuito, mas não deixe de dar um passo em favor de si mesma.

Se o cara foi grosso, agrediu verbalmente, pegou mais firme pelo braço, fez algo sem seu consentimento. Ele está apenas em um dia ruim, ou eis aí um futuro agressor que você não quer enxergar? Por que você se diminui a ponto de achar que mesmo estando em um dia ruim, um homem pode te agredir? Por menor que seja a agressão, isso é aceitável? Tolerar isso tudo porque você ama, não consegue viver sem? E esquece a pessoa mais importante da sua vida, a que mais precisa ser cuidada e respeitada: você mesma.

1

Sei que muita gente vai comentar: – ah mas meu vizinho, meu tio, meu cachorro, é  um grosso, xinga todo mundo, mas nunca progrediu para agressão física. E eu respondo, e precisa progredir? O ambiente familiar não deveria ser minimamente harmonioso? O pai que grita com a mãe, não está dando mau exemplo para o filho que um dia será marido? E a mãe que aceita passivamente, não será o modelo da filha que será futura mãe e esposa. Praticar tudo isso não é uma forma velada de perpetuar e ser conivente com toda violência que acontece contra a mulher? A educação, e acima de tudo o exemplo, são decisivos para diminuir tais casos.

A verdade é que nunca vamos conhecer alguém por inteiro, às vezes vivemos anos junto com alguém e temos surpresas horríveis ao descobrir que temos ao lado um psicopata, mas acredito que muitos casos extremos poderiam ser evitados se algumas mulheres tivessem força e presença de espirito suficiente para cortar o mal pela raiz.

Mulheres, fiquem atentas aos sinais, as pequenas coisas, aos pequenos gestos.

Nem todos os casos de violência acontecem por negligência aos sinais, mas considerando que a maior parte dos agressores são atuais ou ex-companheiros, cônjuges, namorados ou amantes das vítimas, será que essas pessoas simplesmente acordam violentas e resolvem espancar e matar? Não se contentem com menos, não se deixem levar pela carência, violência é violência e não importa como ocorre e em que contexto, não pode ser tolerada.

Existem muitas vertentes deste assunto a serem consideradas profundamente, tentando não generalizar, escolhi a que mais me chama a atenção, a que parece ser mais recorrente em nosso meio.

Se esse texto serviu para alertar ao menos uma mulher, já valeu a pena tê-lo escrito.

Central de atendimento a mulher – ligue 180

Ísis-Toth

Descobri uma traição do meu noivo e agora não sei o que fazer… me ajudem!

20.05.15 Postado por Neguinha | Categoria: E-mail do internauta

1

Gente me chamem de “Ana”, tenho 21 anos e estava noiva do “Alex” (30 anos), estamos juntos faz 3 anos, sempre fomos muito ligados um ao outro, parceiros. Só que recentemente descobri uma traição dele com uma mulher casada que tem mais que o dobro da minha idade, essa mulher já infernizou a vida dele uma vez, só que tinha parado. Mas esse ano ela voltou a inferniza-lo e ele caiu na conversa dela.

Meu mundo foi do céu ao inferno,  não sei oque eu faço, ele veio me dizer que foi a maior besteira da vida dele e quer que eu dê uma segunda chance. Me ajude Neguinha e More, não sei se volto ou esqueço ele e ir aproveitar a minha vida, aliás ele foi o meu primeiro e único homem.

Olha só Ana, geralmente eu tento aconselhar a perdoar e superar a traição... mas não sei por que, no seu caso eu sinto que isso não seria o certo. Fica difícil dar um concelho tão certeiro sabendo tão pouco sobre toda a situação, mas tenho a impressão de que essa tal mulher ficava "atormentando" ele tanto, só por que ele dava brecha pra isso! Se ele tivesse sido firme e cortado essa palhaça já na primeira oportunidade, a vaca não cometeria a insanidade de se arriscar novamente.

Se arrepender de algo depois da merda ser jogada no ventilador, é fácil. Queria saber se o arrependimento aconteceria se tudo continuasse por debaixo dos panos... já se perguntou isso?

Você é muito nova e ainda tem muitas coisas boas pra acontecerem em sua vida, começar um casamento dessa forma é pedir pra sofrer até o dia em que tiver coragem pra admitir o erro que cometeu ao achar que poderia ter perdoar essa traição... então se poupe desse sofrimento desnecessário e pule o quanto antes para a parte feliz que está reservada para sua vida. Essa é uma questão de escolha... escolha por se feliz!

Receba os vídeos do maior canal de relacionamentos do Brasil em seu e-mail.

Cadastre seu e-mail para receber os vídeos do Mete a Colher e aprenda mais sobre sexo e relacionamento.

Respeitamos sua privacidade
Receba os vídeos do maior canal de relacionamentos do Brasil em seu e-mail.

Cadastre seu e-mail para receber os vídeos do Mete a Colher e aprenda mais sobre sexo e relacionamento.

Respeitamos sua privacidade